Intenção de consumo de famílias tem melhor resultado desde novembro, diz FecomercioSP

Índice de Confiança do Consumidor também aumentou
-Publicidade-
Intenção de consumo: melhor resultado desde novembro do ano passado
Intenção de consumo: melhor resultado desde novembro do ano passado | Foto: Divulgação/Unsplash

O índice que mede a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) passou dos 67,3 pontos em maio para 67,7 pontos em junho, o melhor resultado desde novembro de 2020. Na comparação com junho de 2020, o ICF subiu 7,6%.

O índice foi influenciado pela Perspectiva de Consumo, que pergunta aos consumidores sobre os planos de ir às compras em breve, diz um comunicado da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), divulgado nesta sexta-feira 2. A Perspectiva de Consumo subiu 11% em relação ao mês anterior (de 58,3 para 64,7 pontos), e 38,9%, comparando com junho do ano passado.

Segundo a FecomercioSP, esse aumento tem relação com a flexibilização das medidas de restrição determinadas por conta da pandemia de covid-19. Entretanto, praticamente todas as variáveis que compõem o indicador tiveram resultados negativos.

-Publicidade-

As quedas mais significativas foram a Perspectiva Profissional, que encolheu 3,6% após retração expressiva de 11,3% em maio, e o Acesso ao Crédito, que retraiu 2,3% neste mês. A variável Renda Atual desceu ao seu menor patamar histórico — 66,6 pontos. Em relação a maio, houve queda de 0,4%, e, em relação ao mesmo mês de 2020, caiu 18,7%.

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) registrou uma nova melhora (1,3%), subindo de 105,9 para 107,3 pontos. A alta é ainda maior ao ser comparada com junho de 2020 (6,9%).

A Expectativas do Consumidor, variável que mais influenciou o resultado, havia crescido 1,9% em maio e subiu novamente agora em junho (1,7%).

Leia também: “Semestre fecha com maior percentual de endividados desde 2010, segundo CNC”

Com informações Estadão Conteúdo

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. O número de famílias com dívidas no país alcançou em abril 67,5% do total de entrevistados na Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, a modalidade responsável pela maior parte do endividamento é o cartão de crédito. Em abril, 80,9% das famílias com dívidas recorreram a essa modalidade, recorde histórico, informou a CNC. Perspectiva? Intenção? O fato é este: endividamento. Cartão de crédito para comprar comida.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site