Lira: ‘Senado não quer taxar quem ganha muito e não paga nada’

Presidente da Câmara criticou demora dos senadores em analisar a reforma do Imposto de Renda
-Publicidade-
Arthur Lira reclamou da demora do Senado, presidido por Rodrigo Pacheco, para votar reforma do Imposto de Renda
Arthur Lira reclamou da demora do Senado, presidido por Rodrigo Pacheco, para votar reforma do Imposto de Renda | Foto: Afonso Marangoni/Revista Oeste

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), criticou nesta terça-feira, 19, o atraso do Senado na votação do projeto que altera as regras do Imposto de Renda (IR). O texto foi aprovado pelos deputados no início de setembro.

“O Senado não quer debater sobre esse tema. Não quer taxar quem ganha muito e não paga nada”, afirmou Lira. As declarações foram dadas no início da noite, durante a inauguração de uma exposição na Câmara da qual também participou o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

-Publicidade-

Indagado sobre as críticas de Lira, o comandante do Congresso reagiu. “O Senado está amadurecendo o projeto na Comissão de Assuntos Econômicos. Nós temos o tempo que é o tempo do amadurecimento do projeto”, disse Pacheco.

O projeto aprovado na Câmara prevê a tributação de lucros e dividendos (parcela dos lucros de uma empresa distribuída aos acionistas) em 15%. No Brasil, os dividendos são isentos de impostos desde 1995.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Lamentavelmente Pacheco virou a casaca nessa CASA inútil que representa os Estados e se diz revisora da legislação aprovada pelos representantes do POVO. Ora, se representa os Estados para que 3 inúteis por Estado? Não basta 1?
    Pior ainda, qual é a produção legislativa de um Randofe (AP), Renan (AL), Aziz (AM), Humberto Costa (PE), Eliziane Gama (MA), Rogério Cardoso (SE), Otto Alencar (BA) e outras inutilidades?
    De RANDOLFE constatei que votou contra a reforma trabalhista, previdenciária, marco legal do saneamento básico, MP871 de combate às fraudes da previdência, enfim acompanha as decisões do PT e puxadinhos de votar CONTRA TUDO. Destaca-se como excelente despachante do STF e tudo judicializa quando perde no plenário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.