Mais de R$ 100 milhões do ‘coronavoucher’ foram devolvidos

Pessoas que não se encaixavam nos critérios estabelecidos pelo governo receberam o benefício indevidamente
-Publicidade-
Cofres públicos serão ressarcidos | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
Cofres públicos serão ressarcidos | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL | Cofres públicos serão ressarcidos | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

Pessoas que não se encaixavam nos critérios estabelecidos pelo governo receberam o benefício indevidamente

mais de
Cofres públicos serão ressarcidos | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

O Ministério da Cidadania informou na quinta-feira 30 que o governo federal recuperou para os cofres públicos mais de R$ 100 milhões do ‘coronavoucher’ pagos indevidamente. Em síntese, pessoas fora dos critérios estabelecidos receberam o benefício. Foram emitidas 107 mil Guias de Recolhimento da União para devolução dos pagamentos indevidos.

-Publicidade-

Leia também: “Auxílio emergencial vai sobreviver à pandemia?”

Do total de devoluções, 81,7 mil foram realizadas por civis e 25,9 mil, por militares. O processo pode ser feito pelo site. Desde o início da liberação do auxílio, a Dataprev realizou o processamento de dados de 148 milhões de CPFs. De acordo com a Receita Federal, apenas 0,44% dos 65,4 milhões de beneficiários não se encaixavam nos critérios da lei.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.