Ministério da Agricultura lança plataforma para estudar o solo brasileiro

Novidade conta com mapas e informações sobre solos
-Publicidade-
PronaSolos: novidade do Ministério da Agricultura | Foto: Divulgação
PronaSolos: novidade do Ministério da Agricultura | Foto: Divulgação | ministério da agricultura pecuária e abastecimento - tecnologia - solo - PronaSolos

Novidade conta com mapas e informações sobre solos

ministério da agricultura pecuária e abastecimento - tecnologia - solo - PronaSolos
PronaSolos: novidade do Ministério da Agricultura | Foto: Divulgação
-Publicidade-

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento lançou plataforma de tecnologia para auxiliar na produção agrícola, sobretudo para reunir dados sobre o solo do país. Chamado de Programa Nacional de Levantamento e Interpretação de Solos no Brasil (PronaSolos), o projeto foi apresentado na última semana.

Leia mais: “Entidade já projeta crescimento do PIB do agronegócio em 2021”

Com site disponível na internet, o PronaSolos fornece ao público em geral informações como mapas, informações geográficas e dados do solo brasileiro. Para isso, o programa conta com materiais produzidos e divulgados pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM), pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na parte de mapas, é possível navegar por recursos como bacias hidrográficas, biomas e rodovias federais. Ainda por meio de mapas, é capaz de se ter acesso ao tipo de solo em determinada localidade brasileira Nesse sentido, o PronaSolos informa que, por exemplo, o solo do município de Paranatinga (MT) tem grau de consistência firme, sendo ligeiramente pegajoso.

“Desmentir uma serie de mitos que são colocados contra a agricultura brasileira”

À frente do ministério e do novo projeto, Tereza Cristina classifica a novidade como forma de se combater fake news contra o agronegócio brasileiro. “A ciência é que pode desmentir uma serie de mitos que são colocados contra a agricultura brasileira. Cada vez que oferecemos uma ferramenta como esta, mostramos o que é a nossa produção de alimentos para o Brasil e o mundo.”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comment

  1. Só não gostei desta última classificação de solo: “ligeiramente pegajoso”, não seria melhor definir como “ligeiramente argiloso”, pelo menos pareceria uma denominação mais técnica, não é? E estranho muito que ainda não foi feito esse estudo tão mais completo, pois todo projeto agrícola que é financiado por bancos oficiais ou não, exigem o estudo dos solos, então esses bancos devem ter um acervo muito grande sobre isso daí.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site