Nas Américas, São Paulo é a 2ª cidade mais cara no ranking de luxo

Houve uma alta de 27% na cesta de consumo dos endinheirados, colocando a cidade entre as mais caras do mundo
-Publicidade-
O levantamento levou em consideração as pessoas que possuem mais de US$ 1 milhão (R$ 5 milhões) para gastar
O levantamento levou em consideração as pessoas que possuem mais de US$ 1 milhão (R$ 5 milhões) para gastar | Foto: Reprodução/Flickr

A cidade de São Paulo subiu da 21ª para a 12ª posição no circuito das 24 maiores capitais de luxo no mundo. Com um aumento de 27% no valor da cesta de 20 produtos considerados premium no último ano, a capital paulista teve a segunda maior inflação em dólar no período. Ficou atrás apenas de Xangai, na China, que se manteve no topo da lista como a mais cara. Na média das 24 cidades, a cesta encareceu 7,4%. O levantamento foi elaborado pelo banco suíço Julius Baer.

Nas Américas, São Paulo é hoje a segunda cidade mais cara dentre as cinco apontadas pelo banco europeu. O padrão de consumo da elite paulistana é mais alto que o de Miami (EUA), Vancouver (Canadá) e Cidade do México (México), que ocupam a 18ª, a 20ª e a 22ª posições do ranking, respectivamente. Em toda a região, só o custo de uma vida de requinte em Nova Iorque supera o de São Paulo.

Com a crise de suprimentos deflagrada pela pandemia e pela guerra na Ucrânia, a vida encareceu em toda parte, também para os mais abastados.

-Publicidade-

“O diferente é que, em São Paulo, esse universo de pessoas com mais de US$ 1 milhão (cerca de R$ 5 milhões) para gastar parece ser menos sensível a preços mais altos do que em outras regiões”, disse ao jornal O Globo, Esteban Polidura, chefe da área de Produtos para as Américas do banco.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.