-Publicidade-

Neoenergia investirá R$ 10 bi em 2021, mas ficará fora de privatizações

A companhia deve ampliar fortemente seus aportes no Brasil neste ano
Fachada do edifício-sede da Neoenergia no Rio de Janeiro
Fachada do edifício-sede da Neoenergia no Rio de Janeiro | Foto: Divulgação

A elétrica Neoenergia, do grupo espanhol Iberdrola, deve ampliar fortemente seus investimentos no Brasil em 2021, para R$ 10 bilhões, mas não prevê disputar leilões de privatização de ativos de energia, disse nesta quarta-feira,10, o presidente da companhia, Mario Ruiz-Tagle. A afirmação do executivo, em teleconferência com analistas e investidores, foi feita após questionamento sobre possível interesse da empresa em um leilão de desestatização da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D), controlada pelo governo do Rio Grande do Sul. “O ano de 2021, para a Neoenergia, é um ano de entrega. Nosso foco está na  execução dos investimentos, em preservar e melhorar a rentabilidade de nossos ativos”, afirmou Ruiz-Tagle, ao revelar que a empresa estima aportes totais de R$ 10 bilhões neste ano, contra R$ 6,3 bilhões em 2020.

O leilão de desestatização da CEEE-D está agendado para 31 de março, e a Neoenergia era vista como uma das empresas potencialmente interessadas.

Leia também: “‘Startup’ de saúde levanta R$ 45 milhões em investimentos”

Com informações do Investing

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês