Neon Pagamentos alcança R$ 1,6 bilhão em rodada de captação

Fintech também comprou a licença de corretagem da Magliano Invest, corretora mais antiga da Bolsa de Valores de São Paulo.
-Publicidade-
Neon Pagamentos capta R$ 1,6 bilhão em nova rodada de investimentos | Foto: Reprodução/Facebook
Neon Pagamentos capta R$ 1,6 bilhão em nova rodada de investimentos | Foto: Reprodução/Facebook | neon pagamentos, captação de recursos, magliano invest, bolsa de valores de são paulo, corretagem

Fintech também comprou a licença de corretagem da Magliano Invest, corretora mais antiga da Bolsa de Valores de São Paulo

neon pagamentos, captação de recursos, magliano invest, bolsa de valores de são paulo, corretagem
Neon Pagamentos capta R$ 1,6 bilhão em nova rodada de investimentos
Foto: Reprodução/Facebook

Em nova rodade de captação, a Neon Pagamentos conseguiu um aporte de R$ 1,6 bilhão de investidores como BlackRock, Vulcan Capital, PayPal Ventures e Endeavor Catalyst.

-Publicidade-

Os recursos serão usados para aliar crescimento e lucros pelos próximos três anos, segundo o presidente da empresa, Jean Sigrist.

“Chegamos a um ponto de inflexão. Até a rodada anterior,a  gente tinha que provar a capacidade de atrair e engajar clientes”, analisou o executivo. “Agora, a questão é combinar a estratégia de crescimento com o caminho para lucratividade.”

O dinheiro também irá para inovação, reforço de equipe, produtos, além de um fundo de direitos creditórios.

Em julho, a Neon comprou a licença de corretagem da Magliano Invest, empresa que detinha o registro 001 da Bolsa de Valores de São Paulo. A transação ainda precisa ser aprovada pelos órgãos reguladores do mercado financeiro.

A estrutura e os funcionários da Magliano serão incorporados pela fintech, mas a carteira de clientes, não.

“Estamos muito animados com a possibilidade de replicar a experiência digital que a Neon trouxe para os produtos bancários no mundo dos investimentos”, disse Sigrist. “Com a aquisição da Magliano, damos mais um passo nessa direção e ampliamos as possibilidades de nossos clientes.”

Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, a Neon pagou R$ 3 milhões pela licença.

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.