No Canadá, Tereza Cristina assegura maior oferta de potássio para o Brasil

Ministra está viajando para garantir a segurança alimentar no Brasil
-Publicidade-
A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, durante encontro com representantes canadenses de empresas de potássio - 14/03/2022 | Foto: Divulgação/Ministério da Agricultura
A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, durante encontro com representantes canadenses de empresas de potássio - 14/03/2022 | Foto: Divulgação/Ministério da Agricultura

Na segunda-feira 14, o Ministério da Agricultura informou que a exportadora canadense de potássio Canpotex vai aumentar o volume de vendas ao Brasil para além dos atuais 4 milhões de toneladas por ano. Trata-se do resultado da viagem da ministra Tereza Cristina àquele país na semana passada.

Atualmente, o Brasil importa 93% do potássio que consome. Os Estados Unidos e a União Europeia aplicaram sanções econômicas contra grandes produtores do insumo, como Belarus e Rússia. Dessa forma, Tereza Cristina decidiu negociar com outros players, de modo a assegurar comida para os brasileiros.

“Seguimos conversando com diversos fornecedores, para que o nosso agro continue garantindo a segurança alimentar”, afirmou a ministra, que também se reuniu com os presidentes das empresas Brasil Potash, Gensource, Nutrien e Fertilizer Canada e o vice-ministro da Agricultura do Canadá, Paul Samson.

-Publicidade-

Além da manutenção e da expansão do comércio de fertilizantes, Tereza Cristina convidou as companhias a investir em projetos no Brasil, que lançou na semana passada um plano nacional de fertilizantes, com a finalidade de reduzir a dependência externa de 85% para 45% até 2050 — atualmente, o Brasil é o quarto consumidor global de fertilizantes, responsável por cerca de 8% do total.

Leia também: “Christian Lohbauer: ‘As críticas aos pesticidas são ideológicas’”, entrevista publicada na Edição 102 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.