ONU: preços dos alimentos caem em novembro

É o oitavo mês seguido de queda no índice da instituição sobre os custos da comida ao redor do planeta

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
A ONU monitora o custos dos alimentos no planeta
A ONU monitora o custos dos alimentos no planeta | Foto: Tony Winston/Agência Brasília

A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO, na sigla em inglês) registrou queda no preço dos alimentos ao redor do mundo em novembro. É o oitavo mês seguido de queda, de acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira, 2.

O Índice de Preços de Alimentos da FAO fechou novembro cotado em 135,7 pontos, uma ligeira queda sobre os 135,9 pontos do mês anterior. Em março, quando houve a última alta, o indicador chegou ao pico: 159,7 pontos.

Essa elevação ocorreu em meio à invasão russa à Ucrânia. O conflito teve início no fim de fevereiro, um mês antes a marca registrada era de 135,6 pontos.

-Publicidade-

A cesta que compõe o Índice de Preços de Alimentos da FAO acompanha os valores de cinco tipos de alimentos. Para alcançar o resultado de novembro, três deles tiveram redução: laticínios, óleos e açúcar. Os outros dois — carnes e cereais — aumentaram.

No acumulado do ano, contudo, a FAO ainda registra aumento dos preços dos alimentos. Em 2021, o indicador encerrou cotado em 125,7 pontos. Para 2022, o indicador já está no maior nível da história, com 144,9 pontos. Os registros sobre os custos da alimentação começaram a ser feitos 32 anos atrás, em 1990.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.