Opep corta previsão para produção de petróleo no Brasil

Entidade prevê crescimento do país de cerca de 180 mil barris por dia em relação a 2021
-Publicidade-
Opep projeta que produção nacional seja impulsionada por dois novos projetos
Opep projeta que produção nacional seja impulsionada por dois novos projetos | Foto: Divulgação/Ocyan

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) cortou levemente a previsão para a oferta de petróleo do Brasil para este ano. O organismo projeta que o país deve produzir 3,77 milhões de barris por dia (bpd), 6 mil a menos do que em 2021.

De acordo com o levantamento mensal divulgado na terça-feira 15, esse resultado ainda representaria um crescimento de cerca de 180 mil barris por dia em relação a 2021.

A Opep argumenta que a revisão reflete o declínio de 25 mil barris por dia na projeção para o primeiro trimestre. Para 2022, a expectativa da entidade é que a produção seja impulsionada por dois novos projetos do setor: Mero-1 (FPSO Guanabara), que inicialmente estava planejado para começar em 2021, e o avanço da Sepia (Santos).

-Publicidade-

Pelo documento da Opep, na comparação entre janeiro e dezembro, o país registrou alta de 194 mil barris por dia na produção de petróleo cru, a 3,03 milhões de barris por dia.

Ainda segundo o relatório divulgado na terça-feira 15, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo manteve a previsão para crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil neste ano em 1,5%.

Papel do Brasil na crise internacional

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse que o Brasil produzirá mais petróleo. Trata-se de uma resposta do governo federal ao apelo dos EUA, feito pela secretária de Energia daquele país, Jennifer Granholm, por causa da ordem do presidente Joe Biden de proibir a importação do petróleo russo.

Albuquerque e Jennifer se falaram por meio de videoconferência na semana passada, para discutir os impactos da invasão da Ucrânia pela Rússia. Durante a reunião, a secretária norte-americana salientou a necessidade de o mundo aumentar a produção de petróleo e, assim, evitar riscos de desabastecimento.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Sinceramente, a parte inicial deste tópico, é incompressível.
    ‘O organismo projeta que o país deve produzir 6 mil barris por dia (bpd), a 3,77 milhões de bpd.”?????

  2. Os EUA cortaram a produção interna deles, por quê deveríamos suprí-la? Eles que retornem a produzir mais. Porém é muito melhor gastar as reservas dos outros, e reservar a minha para o futuro. Deles é claro.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.