Países da UE não chegam a acordo sobre novo pacote de ajuda

Negociação sobre o pacote de meio trilhão de Euros deve ser retomada hoje.
-Publicidade-
Prédio com bandeiras da União Europeia
Foto: David Mark/Pixabay
Prédio com bandeiras da União Europeia Foto: David Mark/Pixabay | Prédio com bandeiras da União Europeia

Aprovação do pacote de meio trilhão de euros travou após os holandeses se recusarem a aceitar  medidas propostas pelos italianos

Prédio com bandeiras da União Europeia
Prédio com bandeiras da União Europeia | Foto: David Mark/Pixabay
-Publicidade-

Os ministros da Fazenda dos países que fazem parte da União Europeia não chegaram a um acordo para fornecer mais suporte às economias do bloco afetadas pelo coronavírus. A discussão durou toda a noite.

De acordo com fontes ouvidas pela agência Reuters, a principal discordância se deu entre a Itália e os Países Baixos sobre as condições para liberar um novo auxílio de cerca de 500 bilhões de euros.

“Após 16 horas de discussão, chegamos perto de um acordo, mas não estamos lá ainda. Suspendi a reunião e vamos continuar amanhã”, afirmou o presidente do Eurogrupo, Mario Centeno.

A reunião foi interrompida por diversos momentos para que ocorressem conversas bilaterais e que todos concordassem no pacote de ajuda a governos, empresas e indivíduos.

A tentativa da Itália de impor no acordo medidas menos rigorosas para a política econômica do bloco foi rechaçada pelos Países Baixos. No fim da reunião, apenas os holandeses resistiam em assinar o acordo.

“É uma hora difícil para a Europa, e devemos ficar mais próximos ainda. Em conjunto com Bruno Le Maire [ministro da Fazenda da França], vamos encorajar os países a não recusar um acordo e procurar chegar a um bom compromisso para todos os cidadãos”, afirmou o ministro da Fazenda da Alemanha, Olaf Scholz.

Mais uma vez a União Europeia está assistindo a uma disputa entre os países do sul com dificuldades financeiras, como Itália e Espanha, e as economias mais fortes do norte, como a Alemanha e os Países Baixos. Essa disputa teve início na crise financeira de 2008.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site