Guedes rebate sindicalista: ‘Não vou falar de quem roubou a Petrobras’

Ministro da Economia se exaltou com protesto depois de receber pedido de estudo sobre a privatização da estatal
-Publicidade-
Adolfo Sachsida entrega ofícios sobre privatizações a Paulo Guedes
Adolfo Sachsida entrega ofícios sobre privatizações a Paulo Guedes | Foto: Ministério de Minas e Energia

O ministro da Economia Paulo Guedes se exaltou com um manifestante nesta quinta-feira, 12, durante coletiva de imprensa ao lado de Adolfo Sachsida, novo responsável pelo Ministério de Minas e Energia. Os dois integrantes do governo falavam sobre o estudo de privatização da Petrobras quando foram interrompidos por um protesto de um sindicalista.

A Petrobras é uma empresa estatal de economia mista, que tem o governo federal como maior acionista, mas com participações minoritárias privadas.

“Eu não quero falar de quem roubou a Petrobras, assaltou a Petrobras. Durante anos, roubaram. Foram condenados, eu não quero falar isso. Eu quero simplesmente receber aqui, como um programa de governo que teve 60 milhões de votos, um pedido do novo ministro de Minas e Energia e encaminhar o processo”, respondeu Paulo Guedes, em menção aos casos de corrupção na empresa durante os anos do PT na Presidência.

-Publicidade-

“Nós vamos devolver ao povo brasileiro o que é deles, nós vamos devolver ao povo brasileiro o que é deles”, concluiu o ministro, antes de deixar o local de entrevistas, em Brasília.

Estudos sobre as privatizações

Novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida entregou nesta quinta-feira, 12, a Paulo Guedes dois ofícios referentes aos planos para as privatizações da Petrobras e da Pré-Sal Petróleo (PPSA), responsável pelos contratos da União do pré-sal.

Sachsida substituiu Bento Albuquerque em Minas e Energia e vem de trabalho anterior no Ministério de Economia, onde atuava como chefe da Assessoria Especial de Assuntos Estratégicos, então subordinado a Paulo Guedes.

As privatizações são desejos antigos de Paulo Guedes e encontravam resistências na gestão de Bento Albuquerque. No ano passado, o titular da Economia defendeu a ideia de que a Petrobras e o Banco do Brasil entrassem na ‘fila’ de desestatizações para os próximos anos.

“Aqui está o meu primeiro ato como ministro de Minas e Energia: a solicitação formal para que se iniciem os estudos que visam o começo do processo de desestatização da PPSA e da Petrobras. Espero que no período mais rápido de tempo possível nós tenhamos essa resolução pronta”, afirmou Sachsida nesta quinta ao lado de Guedes.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.