-Publicidade-

Pela 1ª vez, SP não tem nenhuma região na fase vermelha da reabertura

No 80º dia do Plano São Paulo, 88% do Estado já está na fase amarela do Plano São Paulo de retomada econômica.
São Paulo já tem 88% das regiões na fase amarela da flexibilização econômica | Foto: Divulgação
São Paulo já tem 88% das regiões na fase amarela da flexibilização econômica | Foto: Divulgação | atualização, plano são paulo, reabertura econômica, estado de são paulo

No 80º dia do Plano São Paulo, 88% do Estado já está na fase amarela de retomada econômica

atualização, plano são paulo, reabertura econômica, estado de são paulo
São Paulo já tem 88% das regiões na fase amarela da flexibilização econômica | Foto: Divulgação

Em coletiva no Palácio dos Bandeirantes nesta sexta-feira, 21, integrantes do governo do Estado de São Paulo atualizaram os dados do Plano São Paulo de retomada econômica. E, pela primeira vez desde que foi lançado, há 80 dias, nenhuma região ficou na fase vermelha, em que apenas atividades essenciais podem funcionar.

“Pela primeira vez nenhuma região de São Paulo fica no vermelho, o que mostra claramente que a epidemia começa a deixar o Estado”, comemorou o vice-governador paulista, Rodrigo Garcia.

Com a nova organização do mapa, 88% do Estado está agora na fase amarela da flexibilização, quando o comércio, bares e restaurantes podem permanecer abertos por até oito horas, seguindo protocolos sanitários necessários.

Melhora nos índices

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, houve queda de 3% nas internações em todo o Estado nos últimos sete dias, na comparação com os sete dias anteriores. Ela ainda afirmou que no período o número de mortes decresceu 16%, e o de casos, 26%.

As informações foram complementadas pelo secretário de Desenvolvimento Regional, Marcos Vinholi, que disse que, na capital paulista, as mortes apresentaram redução de 24% e, no interior, de 12%.

Para o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, os números mostram que houve melhora na situação do Estado como um todo e que a pandemia está na fase de declínio.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Como explicar o silêncio da mídia alugada, dos palpiteiros aboletados em editorias de jornalões e blogueiros de aluguel com a Diretriz do Órgão de Saúde da China recomendando o uso da Cloroquina? Também não se lê nada dos Governadores e Prefeitos fabricantes de defuntos. Mandetta, aquele palpiteiro errático, nem pensar. Tedros, servil a seus Mandarins, não fala nada, por óbvio. O silêncio deles agora vai precisar arranjar argumentos para falar com as famílias das milhares de vítimas de uma canalhice sem limites, desprovida de quaisquer resquícios de compaixão e humanidade. Tomara que a História seja impiedosa com eles. Tomara!

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês