Petrobras anuncia venda da Refinaria Isaac Sabbá, em Manaus, por R$ 994 milhões

Transação foi concluída ontem, quarta-feira 25
-Publicidade-
Refinaria Isaac Sabbá foi negociada com o grupo Atem
Refinaria Isaac Sabbá foi negociada com o grupo Atem | Foto: Divulgação/Refinaria Isaac Sabbá

A Petrobras anunciou ontem, quarta-feira 25, a venda da Refinaria Isaac Sabbá (Reman), em Manaus, por US$ 189,5 milhões, o equivalente a R$ 994,15 milhões, para o grupo Atem.

Dentre as oito refinarias envolvidas em processo de venda, a Reman é a segunda a ter contrato assinado. Em 24 de março deste ano, concluiu-se a venda da Refinaria Landulpho Alves, na Bahia.

Segundo a petrolífera, o processo de desinvestimento da Refinaria Issac Sabbá foi aprovado pelo Conselho de Administração e seguiu a Sistemática de Desinvestimentos aprovada pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

-Publicidade-

Leia mais: “Petrobras contrata J. P. Morgan para assessoramento na venda de fatia na Braskem”

“A assinatura do contrato de venda da Reman representa mais um passo importante para o processo de reposicionamento da atividade de refino na Petrobras. A companhia está investindo para se tornar mais competitiva e para se posicionar entre as melhores refinadoras do mundo, em termos de eficiência, desempenho operacional e produtos de alta qualidade”, disse o diretor de Refino da Petrobras, Rodrigo Costa.

De acordo com a estatal, os empregados que decidirem permanecer na companhia poderão se transferir para outras áreas da empresa. Outra possibilidade é a adesão ao Programa de Desligamento Voluntário, que oferece um pacote de benefícios.

A petrolífera garante que nenhum empregado será demitido em decorrência da transação.

Leia também: “Para que serve a Petrobras”, artigo de J. R. Guzzo publicado na Edição 49 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro