PIB da Alemanha tem retração maior que a esperada no 2º trimestre

Mercado previa queda de 9%, mas resultado real do período trouxe um tombo de 10,1% com relação aos três meses anteriores.
-Publicidade-
PIB da Alemanha recuou mais do que o esperado no segundo trimestre | Foto: Roksana Helscher/Pixabay
PIB da Alemanha recuou mais do que o esperado no segundo trimestre | Foto: Roksana Helscher/Pixabay | pib, alemanha, crise do coronavírus, segundo trimestre

Mercado previa queda de 9%, mas resultado real do período trouxe um tombo de 10,1% com relação aos três meses anteriores

pib, alemanha, crise do coronavírus, segundo trimestre
PIB da Alemanha recuou mais do que o esperado no segundo trimestre | Foto: Roksana Helscher/Pixabay

O Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha despencou 10,1% no segundo trimestre de 2020 ante os três meses anteriores, refletindo as medidas de confinamento tomadas no período em função da pandemia de covid-19, segundo dados preliminares publicados nesta quinta-feira, 30, pela Destatis, a agência de estatísticas do país.

-Publicidade-

A queda é a maior já registrada desde que o indicador começou a ser medido, em 1970. Analistas consultados pelo The Wall Street Journal previam redução menor, de 9%.

Leia também: PIB dos Estados Unidos cai 32,9%, contaminado pela covid-19

No mesmo período de 2019, o PIB da maior economia da Europa teve contração de 11,7% entre abril e junho. À época, a projeção do mercado era de recuo de 11,1%.

A Destatis também revisou o PIB alemão do primeiro trimestre de 2020 ante o quarto trimestre de 2019, de retração de 2,2% para queda de 2%.

O último resultado aprofunda a recessão da Alemanha, que vê sua economia se contrair desde o último trimestre do ano passado.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.