Pior março para o varejo na história da zona do euro

As vendas do setor nos 19 países da zona do euro tiveram uma queda de 11,2% no mês em relação a fevereiro.
-Publicidade-
Foto: Alexas_Fotos/Pixabay
Foto: Alexas_Fotos/Pixabay | Varejo

Números para o mês foram os piores desde que a Eurostat começou a fazer o levantamento em 1999

Varejo
Foto: Alexas_Fotos/Pixabay

As vendas no varejo na zona do euro tiveram o seu pior mês de março da história, com os consumidores cortando gastos em razão da pandemia do coronavírus que atingiu com força o continente europeu.

-Publicidade-

De acordo com a agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat, as vendas do setor nos 19 países da zona do euro tiveram uma queda de 11,2% no mês em relação a fevereiro. Ao comparar com o março do ano anterior, a queda foi de 9,2%.  O levantamento foi divulgado nesta quarta-feira, como informa o jornal O Estado de S. Paulo.

Os número vieram piores do que o esperado pelo analistas de mercado ouvidos pelo Agência Reuters. A expectativa era de uma queda de 10,5% e 8,0% respectivamente. Conforme os números divulgados hoje, essa é a maior queda desde que a Eurostat começou a realizar o estudo em 1999.

O número não era negativo desde o final de 2013. A queda nas vendas no varejo na zona do euro foi duas vezes maior do que a de fevereiro de 2009, no auge da crise financeira mundial que abalou seriamente as economias do bloco europeu.

Tiveram alta, a venda de alimentos, que subiram 5,0% e a venda de produtos pela internet ou pelo correi, que apresentaram uma alta de 2,6%. Surpreendeu o mercado a venda de produtos médicos e farmacêuticos, que recuaram 0,5%.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.