Presidente da Pfizer fatura cerca de R$ 30 milhões com venda de ações da empresa

Negociação foi feita no dia do anúncio da eficácia da vacina
-Publicidade-
A referida lei determina a realização compulsória, entre outros, itens, de vacinação | Foto: Emin Baycan/Unsplash
A referida lei determina a realização compulsória, entre outros, itens, de vacinação | Foto: Emin Baycan/Unsplash

Negociação foi feita no dia do anúncio da eficácia da vacina

ue
Foto: Divulgação/Pfizer
-Publicidade-

Após a divulgação de que a vacina da farmacêutica norte-americana Pfizer alcançou 90% de eficácia na prevenção contra a covid-19, executivos aproveitaram a forte alta das ações da empresa na bolsa de valores para vender fatias de sua participação na companhia.

Saiba tudo sobre a “vachina” na edição n° 32 da Revista Oeste

Na última segunda-feira, 9, dia em que a eficácia do imunizante foi divulgada, as ações da Pfizer fecharam em alta de 7,7%. O presidente da companhia, Albert Bourla, desfez-se de 62% das ações que tinha na empresa, embolsando cerca de US$ 5,6 milhões (R$ 30 milhões). Já a vice-presidente da empresa, Sally Susman, vendeu US$ 1,83 milhão (R$ 9,9 milhões) em ações da Pfizer também na segunda, correspondente a 29% de sua participação na farmacêutica.

Para evitar a configuração de crime de insider trading — uso de informações privilegiadas para a obtenção de ganhos no mercado financeiro —, os negócios foram programados antes do anúncio da farmacêutica na segunda, de modo que as ações fossem vendidas assim que atingissem um preço predeterminado.

A empresa confirmou que a venda era parte de um acordo que permitia aos acionistas majoritários negociar certo número de ações em um momento predeterminado.

As ações da alemã BioNTech, laboratório que desenvolve a vacina em parceira com a Pfizer, também registrou alta de 13,9% após o anúncio do sucesso nos testes com o imunizante.

 

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comments

  1. A Folha e´a Folha. O Estadão e´o Estadão. O Valor e´o Valor. A Oeste ?
    A Oeste dos 4 Mosqueteiros ( o Gascon Constantino se juntou faz pouco) e´leitura obrigatoria .
    A Senhora Redação , as vezes, não esta´ em sintonia.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site