Prévia do PIB sobe e acumula alta no 3º trimestre

O índice teve variação positiva de 0,05% em setembro sobre o mês anterior

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
Na comparação com setembro do ano anterior, o IBC-Br teve alta de 4%
Na comparação com setembro do ano anterior, o IBC-Br teve alta de 4% | Foto: Reprodução/Redes sociais

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), teve variação positiva de 0,05% em setembro sobre o mês anterior, segundo dado divulgado pela autoridade monetária nesta segunda-feira, 14.

A leitura levou o índice a registrar ganho de 1,36% no terceiro trimestre em relação aos três meses anteriores.

Na comparação com setembro do ano anterior, o IBC-Br teve alta de 4%, enquanto no acumulado em 12 meses passou a um avanço de 2,34%, de acordo com os números.

-Publicidade-

O IBC-Br tem metodologia de cálculo distinta das contas nacionais feitas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O indicador do BC, de frequência mensal, permite acompanhamento mais frequente da evolução da atividade econômica, enquanto o PIB de frequência trimestral, descreve um quadro mais abrangente da economia.

Em 2023, governo prevê aumento do PIB maior que o esperado

Contrariando a projeção do mercado, a economia brasileira deverá crescer acima do esperado em 2023, segundo prevê a equipe do Ministério da Economia. A Secretaria de Política Econômica (SPE) calcula que o intervalo de crescimento do PIB no próximo ano ficará entre 1,4% e 2,9%, acima das atuais projeções de bancos e consultorias.

Embora tenha aumentado nas últimas seis semanas, a mediana das estimativas coletadas pelo Banco Central indica expansão de apenas 0,7% em 2023, segundo o mais recente Boletim Focus. Em nota informativa publicada na semana passada, a SPE afirma que nos últimos três anos o crescimento do Brasil superou as projeções tanto do mercado quanto as do próprio governo.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Pois bem, aí a partir do ano que vem os possíveis efeitos benéficos de uma economia estável serão atribuídas ao governo petista pela boca dos desinformados e apaixonados.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.