-Publicidade-

Produtores rurais de SP convocam ‘tratoraço’ contra aumento do ICMS

Manifestações devem ocorrer em pelo menos 125 cidades em todas as regiões do Estado
O governador do Estado de São Paulo
O governador do Estado de São Paulo | Foto: Divulgação/GESP

No Estado de São Paulo, produtores rurais e entidades do setor marcaram manifestações para a quinta-feira 7. O motivo da insatisfação é o decreto do governador João Doria (PSDB-SP) que aumentou o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). A medida entra em vigor a partir de 15 de janeiro. Os organizadores do protesto articularam-se em grupos de WhatsApp e prometem ir às ruas em cima de tratores e caminhões. Inicialmente, o movimento abrangia 50 cidades, mas até a redação desta reportagem já são 125 os municípios participantes.

A medida do governo paulista aumenta a alíquota incidente sobre o óleo diesel e o etanol de 12% para 13,3%. Além disso, limita a isenção da conta elétrica das propriedades agrícolas ao consumo de 1.000 quilowatts ao mês. Conforme a ordem de Doria, deixam de ser isentos adubos, fertilizantes, milho em grão, farelo de soja, sementes, produtos veterinários, defensivos agrícolas e rações, que passam a ser taxados em 4,14%. Em comunicado, a Associação Brasileira de Proteína Animal e a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes manifestaram-se contra o aumento do imposto.

Leia também: “Presidente da ‘cidade’ Ceagesp explica combate à corrupção”

O secretário de Projetos, Orçamento e Gestão estadual, Mauro Ricardo, alega que as medidas são “necessárias” em razão do déficit nas contas estaduais. “Se mantivéssemos esse déficit da ordem de R$ 10,4 bilhões, provavelmente começaríamos com o atraso no pagamento de fornecedores e, mais à frente, com o atraso no pagamento de pessoal”, declarou, em entrevista à rádio Jovem Pan, nesta terça-feira, 5. “Outros Estados adotarão o mesmo procedimento de São Paulo”, acrescentou, ao mencionar que o arrecadado com impostos será realocado para outras áreas.

Sob a justificativa de enfrentar o vírus chinês, o governador João Doria estabeleceu medidas restritivas ao longo do surto de covid-19. Recentemente, determinou que o Estado retroagisse da fase amarela para a vermelha, durante as festas de fim ano. O rombo nas contas públicas é uma consequência evidente. A Revista Oeste publicou na Edição 14 uma reportagem mostrando que o fechamento da economia não reduz a curva de contágio do novo coronavírus, mas sim asfixia o mercado. O estudo foi publicado pelo banco J. P. Morgan, uma das instituições financeiras de mais prestígio no mundo.

Confira a lista de municípios com manifestações agendadas para o dia 7

  1. Araçatuba
  2. Araraquara
  3. Arealva
  4. Aspásia
  5. Assis
  6. Avaré
  7. Bariri
  8. Barretos
  9. Batatais
  10. Bauru
  11. Bernardino de Campos
  12. Bilac
  13. Birigui
  14. Biritiba Mirim
  15. Bocaina
  16. Borborema
  17. Buritama
  18. Cajuru
  19. Campinas
  20. Campos Novos Paulista
  21. Cândido Mota
  22. Capão Bonito
  23. Capivari
  24. Casa Branca
  25. Catanduva
  26. Cesário Lange
  27. Chavantes
  28. Clementina
  29. Cordeirópolis
  30. Coroados
  31. Cosmópolis
  32. Cristais Paulista
  33. Cruzeiro
  34. Cunha
  35. Descalvado
  36. Dois Córregos
  37. Dumont
  38. Espírito Santo do Pinhal
  39. Fernandópolis
  40. Florínea
  41. Franca
  42. Gabriel Monteiro
  43. Gastão Vidigal
  44. Guaíra
  45. Guará
  46. Guaratinguetá
  47. Guariba
  48. Holambra
  49. Hortolândia
  50. Ibirá
  51. Ibirarema
  52. Ibiúna
  53. Iepê
  54. Igarapava
  55. Indaiatuba
  56. Ipaussu
  57. Itápolis
  58. Ituverava
  59. Jaboticabal
  60. Jaú
  61. Jeriquara
  62. José Bonifácio
  63. Jundiaí
  64. Leme
  65. Limeira
  66. Lorena
  67. Maracaí
  68. Matão
  69. Miguelópolis
  70. Mogi das Cruzes
  71. Monte Aprazível
  72. Monte Azul Paulista
  73. Monte Mor
  74. Morro Agudo
  75. Nova Luzitânia
  76. Novo Horizonte
  77. Olímpia
  78. Orindiúva
  79. Osvaldo Cruz
  80. Ourinhos
  81. Palmital
  82. Paraguaçu Paulista
  83. Paranapuã
  84. Parapuã
  85. Paulínia
  86. Pederneiras
  87. Pedrinhas Paulista
  88. Pilar do Sul
  89. Pindamonhangaba
  90. Piracicaba
  91. Piraju
  92. Pitangueiras
  93. Poloni
  94. Pradópolis
  95. Presidente Prudente
  96. Rancharia
  97. Restinga
  98. Ribeirão Corrente
  99. Ribeirão do Sul
  100. Rio Claro
  101. Rubiácea
  102. Salesópolis
  103. Salto Grande
  104. Santa Cruz do Rio Pardo
  105. Santa Rita d’Oeste
  106. Santa Salete
  107. Santana da Ponte Pensa
  108. Santo Antônio do Aracanguá
  109. São José da Bela Vista
  110. São José do Rio Pardo
  111. São José do Rio Preto
  112. São Lourenço do Turvo
  113. Serra Negra
  114. Sorocaba
  115. Sumaré
  116. Suzano
  117. Taquaritinga
  118. Taubaté
  119. Teodoro
  120. Tietê
  121. Torrinha
  122. Tupã
  123. Urânia
  124. Valinhos
  125. Vargem Grande do Sul

Colaborou Cristyan Costa

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

13 comentários

  1. Historinha manjada: os caras roubam o dinheiro do povo e depois extorquem esse povo através de impostos para recuperar o dinheiro roubado e continuar roubando

    1. Estou cansada de tantas fraudes de Dória, não aguento mais.Temos que esperar um tempo para tirá-lo do poder,por favor vamos fazer, não dá mais para aguentar.Chega, já deu,cai fora corrupto.

    2. Então o tal do “”GESTOR”” fechou as torneiras que jorravam dinheiro com a FRAUDE do fica em casa e agora falta grana para pagar super salários das UNIVERSIDADES que continuam com professores lascios, improdutivos e sem ministrar aulas a espera de uma vacina que nunca resolverá a FRAUDEMIA? QUE TAL DIMINUIR OS GASTOS MANDANDO METADE PRA RUA ao invés de aumentar impostos? Hein “gestorzinho”?

  2. A Ditadura está sendo implantada no País. Financiamento Público de Campanhas, Controle da Mídia e aumento de impostos, são apenas pequenos indícios desta inaceitável realidade.

  3. O riquinho da Av. Paulista apenas começou a plantar, se unirá a maia, moro, huck e outras pragas, todos auto-denominados salvadores de vidas!
    Aprenderam o caminho, irão bater nas portas do STF onde encontram apoio em nome da ciência: os plantonistas aguardam pra conspirar contra a sabedoria do povo.
    O inferno está garantido a esses malfeitores e usurpadores do povo.
    É preciso fazer um RECALL dos políticos eleitos!
    É preciso empichar pelo menos 03 ministros supremos.

  4. So nao entendo como os paulista ainda nao foram pra cima desse traste e pra cima da Alesp que ainda nao tomou a iniciativa de impichar esse ditadorzinho de calça apertada nas coxas ou os paulista partem pra cima deles ou SP vai ruir a mais profunda destruiçao

  5. Sugestão: unam-se aos caminhoneiros de São Paulo, coloquem os tratores em cima e fechem literalmente o palhaço (ops, quis diser Palácio) dos Bandeirantes, ALESP até ter esse cara fora da governança.
    P.S. Não precisa dar a merecida surra. Basta rasgar a camiseta BOLSODÓRIA.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês