Puxada pela energia, inflação da Zona do Euro bate recorde

Taxa anualizada ficou em 5% no mês passado, informou agência de estatísticas da União Europeia
-Publicidade-
Inflação também bate recorde nos países que compõem a Zona do Euro
Inflação também bate recorde nos países que compõem a Zona do Euro | Foto: Hans Braxmeier/Pixabay

Dados divulgados nesta quinta-feira, 20, pela Eurostat — agência oficial de estatísticas da União Europeia — mostra que a Zona do Euro bateu um novo recorde de inflação em dezembro: 5%, na taxa anualizada. No mês anterior, a alta havia sido de 4,9%.

O resultado da inflação no bloco veio em linha com a expectativa dos analistas consultados pelo jornal The Wall Street Journal.

O índice inflacionário recorde é o mesmo registrado em julho de 1991, há mais de 30 anos. A atual meta de inflação do Banco Central Europeu (BCE) é de 2%.

-Publicidade-

Na comparação com novembro, a inflação do mês passado avançou 0,4%, também correspondendo às projeções do mercado.

A energia foi a grande vilã da inflação na Zona do Euro em dezembro, respondendo por quase 2,5 pontos porcentuais do aumento de um ano para outro. Bens industriais, excluindo a energia, tiveram impacto de 0,78 ponto, enquanto alimentos, álcool e tabaco corresponderam a 0,71%.

Sem contar os voláteis preços de energia e alimentos — o que o BCE classifica como núcleo da inflação —, os preços tiveram alta de 0,4% no mês e 2,7% no ano.

Na quarta-feira 19, o Escritório de Estatísticas britânico informou que a inflação do Reino Unido também bateu recorde em dezembro de 2021, acelerando para 5,4% em valores anualizados (ante 5,1% em novembro).

Trata-se do maior patamar de inflação em 30 anos, desde março de 1992, de acordo com o Escritório de Estatísticas Nacionais britânico.

O indicador ficou ligeiramente acima do esperado pelo mercado. Analistas consultados pela Reuters projetavam um avanço de 5,2% no período.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.