Renda de idosos cai durante a pandemia no Brasil, aponta estudo

Antes da pandemia, 50,5% dos idosos trabalhavam, e 42,1% deles não tinham vínculo empregatício
-Publicidade-
A conclusão é de um estudo da Fundação Oswaldo Cruz divulgado em 31 de março
A conclusão é de um estudo da Fundação Oswaldo Cruz divulgado em 31 de março | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Durante a pandemia, houve a diminuição de renda em quase metade dos domicílios dos idosos brasileiros. A conclusão é de um estudo da Fundação Oswaldo Cruz divulgado no último dia 31. A pesquisa contou com a parceria da Universidade Federal de Minas Gerais e da Universidade Estadual de Campinas. Os dados foram coletados através de formulários eletrônicos preenchidos por 9.173 brasileiros com idade igual ou superior a 60 anos.

De acordo com o estudo, antes da pandemia 50,5% dos idosos trabalhavam, e 42,1% deles não tinham vínculo empregatício. Durante o período analisado, foi verificada a queda da renda em 47,1% dos domicílios — destes, 23,6% relataram forte redução e até mesmo ausência de renda. Entre aqueles que exerciam atividades sem carteira assinada, a diminuição ocorreu em 79,8% dos lares e a falta de rendimento foi registrada em 55,3% deles.

-Publicidade-

Leia também: “Queiroga: ‘Medidas extremas nunca são bem-vistas pela sociedade brasileira’”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.