Renda média de servidores públicos cresce 2 vezes mais que a de empregados do setor privado

Em quase uma década, a distância de rendimentos entre os setores só aumentou
-Publicidade-
Diferença na renda de trabalhadores privados e servidores chega a 91%
Diferença na renda de trabalhadores privados e servidores chega a 91% | Foto: Reprodução/Flickr

Um levantamento da consultoria Idados mostra que a renda média dos empregados do setor privado, com carteira de trabalho, cresceu 7,1%, enquanto a dos trabalhadores do setor público subiu 20,4% (entre os que possuem carteira assinada) e 13,1% entre militares e servidores estatutários (aqueles com concurso público), entre o primeiro trimestre de 2012 e o quarto trimestre de 2020.

“A renda do setor público parte de um patamar superior no início da série histórica da pesquisa e ainda tem um crescimento maior no período entre 2012 e 2020. Com isso, aumenta a distância entre o rendimento médio do setor público e do setor privado, que já era grande”, afirmou o pesquisador da Idados Bruno Ottoni, ao jornal Valor Econômico.

-Publicidade-

Os servidores federais tendem a ter renda maior que os funcionários do setor privado. Já a diferença dos trabalhadores privados para servidores estaduais e municipais não é tão grande. A renda média de militares e servidores com concurso público, e que representam a maioria no setor público, era, no fim de 2020, de R$ 4.482. Um número 91,1% maior que a média de R$ 2.345 recebida pelos trabalhadores do setor privado que possuíam carteira assinada. Já os servidores com carteira assinada (cargos comissionados ou funcionários de empresas públicas) receberam 76% a mais, com rendimentos de R$ 4.137.

Leia também: Renda de idosos cai durante a pandemia no Brasil, aponta estudo

Sobre o levantamento:

A pesquisa da Idados foi realizada com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e considera a renda real.

Leia também: “É preciso acabar já com os privilégios dos servidores”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.