Rodrigo Maia quer reunião de emergência para discutir crise econômica global

Presidente da Câmara está preocupado com a falta de ação do governo em relação à crise provocada por guerra entre grandes produtores de petróleo O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo…
-Publicidade-

Presidente da Câmara está preocupado com a falta de ação do governo em relação à crise provocada por guerra entre grandes produtores de petróleo

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encaminhou mensagens à vários líderes na manhã desta segunda-feira, 9, tentando agendar uma reunião de emergência, ainda esta semana, entre deputados e senadores, para discutir ações do legislativo que possam atenuar os impactos da crise global na economia brasileira.

Nos bastidores, Maia tem criticado a falta de ação efetiva do Poder Executivo em adotar medidas mais enérgicas na área econômica. A aliados, Maia queixa-se que o presidente Jair Bolsonaro tem deixado o ministro da Economia, Paulo Guedes, sozinho na busca por soluções para a crise econômica global. A expectativa é que Maia anuncie, nos próximos dias, uma agenda de pautas legislativas para ajudar o país a ganhar fôlego diante deste cenário.

-Publicidade-

Durante o final de semana, Maia deu um sinal claro de que o Congresso quer ser protagonista neste processo. “O cenário internacional exige seriedade e diálogo das lideranças do País. A situação da economia mundial se deteriora rapidamente. O Brasil não vai escapar de sofrer as consequências dessa piora global. É preciso agir já com medidas emergenciais”, afirmou o presidente da Câmara no final de semana, em suas redes sociais.

Com a queda do preço do petróleo, por conta da guerra entre grandes produtores de petróleo, a Bovespa sofreu queda de 10% e houve a necessidade de se interromper as negociações (circuit breaker), algo que não ocorria desde 2017. O dólar opera em alta e chegou a bater R$ 4,79.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.