Setor de calçados deve crescer 19% este ano

Associação calcula que 774 milhões de pares de sapatos serão produzidos
-Publicidade-
Desempenho do segmento não foi pior graças às medidas de estímulo adotadas pelo governo federal
Desempenho do segmento não foi pior graças às medidas de estímulo adotadas pelo governo federal | Foto: Divulgação/Agência Brasil

A Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) estima que o segmento deve produzir 774 milhões de pares de sapatos este ano. A quantidade representa aumento de 19% em relação a 2020, quando foram fabricados 650 milhões de pares — queda de 28% na comparação com 2019. Conforme a entidade, o setor foi duramente atingido pelas medidas de isolamento social em razão do vírus chinês.

E o desempenho não foi pior graças às medidas de estímulo adotadas pelo governo federal. Destacam-se a suspensão temporária dos contratos de trabalho, a flexibilização da jornada de trabalho e a desoneração da folha de pagamento. Entre outros pontos, a Abicalçados garante que a pauta do ano será a renovação e a ampliação do direito antidumping, aplicado contra calçados importados da China.

Leia também: “21 tendências para 2021”, artigo de Dagomir Marquezi publicado na Edição 41 da Revista Oeste

-Publicidade-
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.