Shoppings vendem R$ 4,1 bilhões no Dia das Mães

Quantia movimentada foi além das expectativas
-Publicidade-
Setor deve voltar ao nível pré-pandemia só no ano que vem
Setor deve voltar ao nível pré-pandemia só no ano que vem | Foto: Michal Jarmoluk/Pixabay

A Associação Brasileira de Shoppings Centers (Abrasce) garantiu nesta terça-feira, 18, que as vendas no Dia das Mães nos centros comerciais foram além das expectativas. Conforme a entidade, a data movimentou R$ 4,1 bilhões na semana de 3 a 9 de maio de 2021. O dado foi 460% maior do que a data comemorativa de 2020 — quando só 15% dos shoppings estavam abertos — e ficou 12% abaixo do que em 2019 — quando as unidades operavam plenamente. Os dados porcentuais já estão corrigidos pela inflação.

Contudo, a Abrase ressalvou que a expectativa de volta do faturamento aos níveis pré-pandemia foi adiada para o ano que vem, haja vista que os centros de compras ficaram de portas fechadas por muitas semanas em razão do isolamento social. Em entrevista à Revista Oeste, Luis Ildefonso, diretor-institucional da Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings, informou que as medidas de restrição já fecharam 13,2 mil estabelecimentos nos centros comerciais. Além disso, 140 mil pessoas foram demitidas.

Leia também: “Lojistas expõem crise do setor e se queixam de acordos com shoppings”

-Publicidade-
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.