Tesouro estima déficit de R$ 600 bilhões nas contas públicas em 2020

O resultado negativo é consequência das medidas adotadas para enfrentar o coronavírus e da queda abrupta de receitas da União por conta da crise.
-Publicidade-
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Nenhum dos gastos temporários deverá se tornar permanente, “pois, se isso viesse a acontecer, esses novos programas concorreriam com o espaço fiscal de despesas já programadas para 2021”, que devem obedecer ao teto de gastos, afirma o Tesouro

Mansueto Almeida, secretário do Tesouro Nacional
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Tesouro Nacional estimou nesta quarta-feira, 29, que o setor público terá um rombo de R$ 600 bilhões neste ano.

-Publicidade-

O resultado negativo é consequência das medidas adotadas para enfrentar o coronavírus e da queda abrupta de receitas da União por conta da crise. O déficit equivale a 8% do Produto Interno Bruto (PIB).

A estimativa leva em consideração os programas de combate à crise já aprovados, novos programas ainda em análise e a revisão da receita esperada para 2020.

Em março, sem os efeitos da pandemia, as contas públicas fecharam com déficit de R$ 21,2 bilhões, o terceiro pior resultado da história. O impacto da crise será sentido majoritariamente em abril, maio e junho.

Para 2021, o governo prevê um rombo de R$ 150 bilhões.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.