‘Touro de Ouro’ da B3 amanhece vandalizado pelo segundo dia seguido

Coletivo do Psol quer mostrar 'contradição entre a existência de bilionários enquanto o povo vive à procura de ossos de boi'
-Publicidade-
'Touro de Ouro', em frente à B3, foi novamente atacado por vândalos
'Touro de Ouro', em frente à B3, foi novamente atacado por vândalos | Foto: Reprodução/Twitter

A escultura do “Touro de Ouro”, símbolo do mercado financeiro e instalada nesta semana em frente à Bolsa de Valores de São Paulo, na capital paulista, foi alvo de vândalos pelo segundo dia consecutivo.

Desta vez, a obra foi atacada em um ato reivindicado por um coletivo Juntos, do Partido Socialismo e Liberdade (Psol). O grupo pichou a escultura com os dizeres “taxar os ricos”. A intenção, de acordo com os vândalos, era expor “a contradição entre a existência de bilionários enquanto o povo vive à procura de ossos de boi e carcaças de frango”.

“A intervenção na escultura inaugurada em frente à Bolsa de Valores de São Paulo é parte da campanha do nosso movimento, que busca dizer que nem a fome nem os bilionários deveriam existir: taxar os ricos para combater a crise”, publicou o coletivo no Twitter.

-Publicidade-

A escultura foi uma iniciativa do economista Pablo Spyer, que traz notícias e análises sobre o mercado financeiro na Jovem Pan, e do artista plástico Rafael Brancatelli, autor da obra. A inspiração é o Touro de Wall Street, no centro financeiro de Nova Iorque.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

14 comentários Ver comentários

  1. Na mesma página vimos o caso da pichação do touro e uma proposta para se incluir a palavra “amor” no dístico da bandeira nacional. Eu proponho a retirada do touro, pois ao contrário dos EUA, não temos educação suficiente para entender e respeitar os símbolos que a sociedade cria e pelo mesmo motivo, sugiro a retirada do dístico em nossa bandeira. Ela ficaria mais autêntica sem as palavras ” Ordem e Progresso” . O brasileiro não é tocado por qualquer mensagem que tenham o condão de aperfeiçoa-lo.

  2. Acho que esta cambada do psol et caterva estão certos, eu trocaria o touro por uma estátua de stalin, afinal, perguntem ao povo Ucraniano como eles foram bem alimentados no período que ficou conhecido como holodomor.

  3. Esse estória de pessoas pegando ossos e carcaças de frango para cozimento da forma que estão dizendo é pura mentira desses vagabundos. Muita gente compra isso para fazer sopa que, diga-se de passagem, sabendo fazer é até muito nutritiva. Isso sempre existiu.

  4. A Jovem Pan está a caminho da CNN. A CNN não demorou 30 dias para virar TOTALMENTE esquerdista. Na Jovem Pan vai demorar 180 dias. O mesmo diretor geral da Jovem Pan foi quem montou a CNN Brasil. Quem contrata Amanda Klein tem complexo de culpa cubana.

  5. Moscou manda e os idiotas seguem, sem pensarem, sem questionarem. Que leiam história. Leiam sobre Lenin e o assassinato de russos, agricultores de vida simples que apenas queriam prover com comida seus filhos. Todos mortos por serem sugados e roubados de dia produção, seu trabalho. Podem vir PSOL, PT, PCdoB, e mais canalhas que quiserem. Venha o STF. Não isso mudar os crimes de guerra do comunismo.

  6. Que tal os donos do PSOL (Erundina, Boulos….) informar CORRETAMENTE a quantidade de imóveis que possuem em bairros de classe média alta em São Paulo?
    Nota: favor informar tb os que estão em nome de terceiros (familiares).

  7. De acordo com a jornalista da Jovem Pan Adriana, do jornal da manhã, foi apenas uma “intervenção” artística. A jornalista de rua, falou 42 vezes “intervenção” e nenhuma sobre “vandalismo”. A Jovem Pan também está bem arrumada.

    1. Precisamos tomar cuidado para não substituirmos a velha mídia por “futuras novas- velhas mídias”. A JP é a sementinha embrionária da esquerda. É só uma questão de tempo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.