Mais uma baixa no Ministério da Economia

Subsecretário de Política Macroeconômica, Vladimir Kuhl Teles deixa a equipe comandada por Paulo Guedes
-Publicidade-
Foto: ARQUIVO/AGÊNCIA BRASIL
Foto: ARQUIVO/AGÊNCIA BRASIL | ministério da economia - saída do subsecretário de política macroeconômica - Vladimir Kuhl Teles

Subsecretário de Política Macroeconômica, Vladimir Kuhl Teles deixa a equipe comandada por Paulo Guedes

ministério da economia - saída do subsecretário de política macroeconômica - Vladimir Kuhl Teles
Foto: ARQUIVO/AGÊNCIA BRASIL

Menos de uma semana após a saída de dois secretários especiais, o Ministério da Economia sofre nova baixa. Subsecretário de Política Macroeconômica, Vladimir Kuhl Teles deixa a pasta conduzida pelo ministro Paulo Guedes. A saída teve sua confirmação na edição de hoje do Diário Oficial da União (DOU).

-Publicidade-

Leia mais: “‘Ele finge que é liberal, mas é comunista’, diz Roberto Jefferson sobre Maia”

O fim da parceria de Teles com o governo federal se dá pelo mesmo motivo de Salim Mattar (Desestatização) e Paulo Uebel (Desburocratização): pedido de demissão. Conforme noticiado pela agência de notícias Reuters, a saída dele é de 13 de agosto, mas só foi divulgada agora pelo DOU.

De acordo com a equipe de comunicação do Ministério da Economia, a saída de Teles estava previamente combinada. A pasta informa que a baixa se deve a motivos pessoais alegados pelo agora ex-subsecretário. Por ora, não há a definição de quem será o próximo responsável pela Subsecretaria de Política Macroeconômica.

Teto de gastos

As saídas do Ministério da Economia ocorrem no momento em que Paulo Guedes passou a defender publicamente a manutenção do teto de gastos no governo federal. Nesse sentido, Oeste noticiou que ele conseguiu se impor e adiar — uma vez — o plano Pró-Brasil.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. Isso tinha que acontecerem onde um Governo é manietado e dinamitado
    por uma esquerda ferrenha e suja, comandada por Stf e Legislativo, trabalhando contra , onde os Governadores e Prefeitos na sua maioria esquerdista comunista, delapidaram com as reservas Federais com corrupções e irresponsabilidades, alem de não permitir as privatizações
    esperadas para o Brasil alavancar, não ha equipe que se aguente.

  2. Força Gudes!! NÃO DESISTAS, PORQUE ESTAMOS COM VOCÊ!!
    Bolsonaro precisa afastar o fantasma que apavora do mercado, com as declarações do Rogério Marinho. Sem esta de furar teto de gastos!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.