Volkswagen dá férias coletivas por falta de semicondutores

A fábrica no ABC paulista havia voltado a operar em dois turnos em março
-Publicidade-
Os metalúrgicos ficarão fora da fábrica de 9 a 28 de maio
Os metalúrgicos ficarão fora da fábrica de 9 a 28 de maio | Foto: Divulgação

A Volkswagen vai paralisar parte da produção na planta de São Bernardo do Campo, em São Paulo. A decisão foi tomada em função da falta de componentes eletrônicos e semicondutores. Os metalúrgicos ficarão fora da fábrica de 9 a 28 de maio.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, a medida deve afetar cerca de 2,5 mil trabalhadores. Essa é a quinta vez que a empresa é obrigada a dar férias coletivas desde o início da pandemia.

De acordo com a entidade, a Volkswagen conta com cerca de 8,2 mil trabalhadores, sendo 4,5 mil na produção. Atualmente a fábrica produz 800 veículos por dia.

-Publicidade-

Parada ocorre logo depois da retomada

A fábrica no ABC paulista havia voltado a operar em dois turnos em março, após ter tido as atividades reduzidas, principalmente pela falta de semicondutores.

Em novembro de 2021, a planta Anchieta também foi obrigada a cortar seu ritmo de produção para um turno e suspender temporariamente os contratos de cerca de mil colaboradores.

Desde a pandemia, diferentes fabricantes têm sido obrigados a parar sua linha de produção por conta da falta de componentes. O setor automotivo é um dos principais afetados, mas a falta de semicondutores também impactou outros segmentos, como o de eletrônicos.

Leia também: “A segunda onda de carros chineses começou”, reportagem de Bruno Freitas publicada na edição 106 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.