-Publicidade-

Justiça Eleitoral barra candidatura de tucano em SP

Integrante do PSDB tenta ser reeleito prefeito
Foto: Divulgação/PSDB
Foto: Divulgação/PSDB | ex-governador - psdb - marconi perillo - caixa dois - tucano

Integrante do PSDB tenta ser reeleito prefeito

ex-governador - psdb - marconi perillo - caixa dois - tucano
Foto: Divulgação/PSDB

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) rejeitou na noite de ontem a candidatura Barjas Negri à prefeitura de Piracicaba, no interior paulista. Filiado ao PSDB, ele tenta a reeleição e foi o mais bem votado no primeiro turno, com 34% dos votos válidos.

Leia mais: “Quem é o prefeito que uniu PT e PSDB e foi reeleito com 98%”

Até a decisão do TRE-SP, que entendeu que ele está inelegível por improbidade administrativa, o candidato tucano prosseguia em campanha para o segundo turno. A expectativa era disputar a fase final do pleito municipal com Luciano Almeida (DEM), que alcançou 16% dos votos válidos em 15 de novembro.

“Existência de todos os elementos necessários para configurar a inelegibilidade”

“Resta patente a existência de todos os elementos necessários para configurar a inelegibilidade”, afirmou o relator do processo contra o tucano Negri no TRE-SP, juiz Manuel Marcelino, em trecho de sua decisão.

Pode recorrer

A situação política de Barjas Negri em 2020 não está, contudo, perdida por completo. Ele poderá recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês