-Publicidade-

Pré-campanha eleitoral começa neste domingo com forte disputa em SP e Rio

A capital paulista contabiliza 11 pré-candidatos, enquanto os cariocas têm oito nomes que já estão na briga por uma candidatura a prefeito
Marcelo Crivella e Bruno Covas vão tentar a reeleição, se assim permitirem seus partidos em convenção | Foto: Montagem/Revista Oeste
Marcelo Crivella e Bruno Covas vão tentar a reeleição, se assim permitirem seus partidos em convenção | Foto: Montagem/Revista Oeste | pré-campanha, eleições 2020, pré-candidaturas, convenções partidárias, marcelo crivella, bruno covas

A capital paulista contabiliza 11 pré-candidatos, enquanto os cariocas têm oito nomes que já estão na briga por uma candidatura a prefeito

pré-campanha, eleições 2020, pré-candidaturas, convenções partidárias, marcelo crivella, bruno covas
Marcelo Crivella e Bruno Covas vão tentar a reeleição, se assim permitirem seus partidos em convenção | Foto: Montagem/Revista Oeste

Os políticos que quiserem concorrer a uma vaga como candidatos dentro de seus partidos podem começar neste domingo, 16, suas pré-campanhas às eleições municipais de 2020.

Eles têm 15 dias até o início das convenções partidárias, quando são escolhidos, de fato, os candidatos de cada legenda.

Contudo, é preciso atenção. É proibido usar os veículos de comunicação, como jornais, rádios ou TVs para se promover, bem como mídias sociais, sites ou distribuição de materiais de campanha.

Em redes sociais, por exemplo, pré-candidatos podem manter apenas grupos de correligionários fechados para expor suas ideias, enquanto esperam a data da convenção ser marcada.

A maioria dos partidos ainda não definiu uma data nem se o evento será presencial ou virtual, por causa da pandemia.

São Paulo

A capital paulista conta com nada menos que 11 pré-candidatos declarados.

Pela primeira vez em anos, a cidade não vai ficar dividida entre PT e PSDB: desta vez, a população terá opções como a direita bolsonarista, anti-bolsonarista, centro, centro-direita, centro-esquerda e até mesmo candidatos que não conseguem definir para que lado vão. Confira os confirmados abaixo:

  • Filipe Sabará (Novo)
  • Levy Fidelix (PRTB)
  • Joice Hasselmann (PSL)
  • Arthur do Val “Mamãe Falei” (Patriotas)
  • Andrea Matarazzo (PSD)
  • Marcos Costa (PTB)
  • Bruno Covas (PSDB)
  • Márcio França (PSB)
  • Guilherme Boulos (PSOL)
  • Jilmar Tatto (PT)
  • Orlando Silva (PC do B)
  • Marta Suplicy (Solidariedade)
  • Celso Russomano (Republicanos)

Rio de Janeiro

No Rio, o número de candidatos é um pouco menor: até agora, oito políticos tentam uma vaga para o Executivo municipal. São eles:

  • Marcelo Crivella (Republicanos)
  • Eduardo Paes (DEM)
  • Rodrigo Amorim (PSL)
  • Paulo Marinho (PSDB)
  • Clarissa Garotinho (PROS)
  • Martha Rocha (PDT)
  • Renata Souza (PSOL)
  • Benedita da Silva (PT)

Cabe dizer que, nos próximos dias, alianças serão formadas e aqueles que aparecem como possíveis candidatos podem concorrer como vices em coligações formadas para tentar solidificar o caminho até as gestões municipais de todo o país. Candidatos mesmo, só depois das convenções partidárias, a partir de 31 de agosto.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

8 comentários

  1. Meu Deus do céu.. como ser democrata e participativo com essas fezes de candidatos? Me deem alguém com um mínimo de valor para votar por favor! Sempre os mesmos sendo impostos pelas nossas goelas abaixo! Isso é crime de lesa pátria.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês