-Publicidade-

PSDB se destaca nas maiores não capitais do Brasil

Tucanos vão ficar com 4 das 15 prefeituras do bloco
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil | psdb - prefeituras nas maiores não capitais

Tucanos vão ficar com 4 das 15 prefeituras com mais de 600 mil habitantes

psdb - prefeituras nas maiores não capitais
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A alta densidade populacional do Brasil não se resume às capitais estaduais. De acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o país tem 15 municípios sem status de “centro” local que contam com mais de 600 mil habitantes. Número a chamar a atenção de lideranças políticas. Afinal, estar à frente do Poder Executivo dessas localidades pode ser estratégico para ganhar força em esferas regionais (ou até nacional) — além de ter acesso a importante braço da máquina pública.

Leia mais

“Grande SP comprova o ‘nanismo’ eleitoral do PT”

Nesse sentido, o PSDB se apresenta como partido com maior êxito na briga pelas maiores não capitais brasileiras. Das 15 cidades em questão, os tucanos saem das eleições 2020 com quatro prefeituras. Todas localizadas no Estado de São Paulo: São Bernardo do Campo, São José dos Campos, Santo André e Ribeirão Preto. Detalhe: nenhuma conquista nova. Os representantes do partido na quadra de municípios paulistas foram reeleitos.

Depois do PSDB, a segunda colocação nas prefeituras das maiores não capitais brasileiras é compartilhada por Republicanos, PP e MDB. Cada uma das legendas se saiu vitoriosa em dois municípios do bloco. Podemos, Avante, PL e PT aparecem com um prefeito eleito. Partido presidido por Gilberto Kassab, o PSD completa a lista. Também com um único triunfo no pleito, mas logo na maior cidade: Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, com mais de 1,3 milhão de habitantes.

Prefeituras das maiores não capitais:

São Paulo

  • Guarulhos

Guti — PSD

  • Campinas

Dario Saadi — Republicanos

  • São Bernardo do Campo

Orlando Morando — PSDB

  • São José dos Campos

Felício Ramuth — PSDB

  • Santo André

Paulo Serra — PSDB

  • Ribeirão Preto

Duarte Nogueira — PSDB

  • Osasco

Rogério Lins — Podemos

  • Sorocaba

Rodrigo Manga — Republicanos

Rio de Janeiro

  • São Gonçalo

Capitão Nelson — Avante

  • Duque de Caxias

Washington Reis — MDB (aguarda decisão judicial para saber se poderá ou não assumir o cargo)

  • Nova Iguaçu

Rogério Lisboa — PP

Minas Gerais

  • Uberlândia

Odelmo Leão — PP

  • Contagem

Marília Campos — PT

Pernambuco

  • Jaboatão dos Guararapes

Anderson Ferreira — PL

Bahia

  • Feira de Santana

Colbert Martins — MDB

Leia também “Os vencedores — PSD e Democratas avançam e projetam dois caciques partidários”, reportagem do editor-executivo Silvio Navarro publicada na capa da atual edição da Revista Oeste.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês