-Publicidade-

Trump aciona Justiça para virar o jogo em Michigan

Defesa do presidente dos Estados Unidos tenta impedir o Estado-chave de certificar o resultado das eleições
Trump acredita numa vacina para covid-19 até a data das eleições nos Estados Unidos | Foto: The White House
Trump acredita numa vacina para covid-19 até a data das eleições nos Estados Unidos | Foto: The White House | donald trum, vacina, covid-19, eleições americanas 2020, estados unidos

Defesa do presidente dos Estados Unidos tenta impedir o Estado-chave de certificar o resultado das eleições

donald trum, vacina, covid-19, eleições americanas 2020, estados unidos
Presidente assegura que houve fraude na disputa pela Casa Branca
Foto: Divulgação/Casa Branca

A defesa do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, entrou com uma ação na Justiça nesta quarta-feira, 11, em Michigan, para impedir o Estado de certificar o resultado da eleição realizada na semana passada. A estratégia é conseguir êxito e, na sequência, pedir a recontagem de votos. Veículos da grande mídia consideram que Joe Biden venceu a disputa pela Casa Branca. A ação no Estado de Michigan alega os seguintes motivos para impedir a certificação:

1) Eleitores descreveram irregularidades na votação;

2) Houve assédio a observadores eleitorais do Partido Republicano;

3) Cédulas ilegais e inelegíveis foram contabilizadas.

Na Geórgia, onde Biden também foi apontado vencedor, haverá recontagem manual de todas as cédulas eleitorais, conforme noticiou Oeste. O secretário de Estado, Brad Raffensperger, assegurou em entrevista coletiva que a apuração deve começar ainda nesta semana. Além disso, os resultados serão certificados em 20 de novembro. Os integrantes da campanha do presidente Trump também vão acionar a Justiça nos Estados de Pensilvânia, Arizona e Wisconsin.

Leia também: “Na Pensilvânia, 21 mil mortos constam na lista de eleitores”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês