-Publicidade-

Trump ironiza convenção democrata virtual

Trump ironiza convenção democrata virtual
Trump ironizou convenção virtual do partido de Biden, que segue com medo do coronavírus | Foto: Montagem/Revista Oeste
Trump ironizou convenção virtual do partido de Biden, que segue com medo do coronavírus | Foto: Montagem/Revista Oeste | eleições americanas 2020, donald trump, joe biden, convenções, partido democrata, partido republicano

Partido rival ao do atual presidente americano cancelou evento presencial para formalizar Joe Biden como candidato devido à pandemia

eleições americanas 2020, donald trump, joe biden, convenções, partido democrata, partido republicano
Trump ironizou convenção virtual do partido de Biden, que segue com medo do coronavírus
Foto: Montagem/Revista Oeste

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump ironizou a forma virtual escolhida pelo Partido Democrata para formalizar a candidatura de Joe Biden à presidência nas eleições de novembro.

Para o atual chefe da Casa Branca, os rivais “ignoram mais uma vez o povo maravilhoso de Wisconsin”, local onde seria realizada a convenção presencial e que foi abandonado devido ao medo de Biden de se contaminar pelo coronavírus.

Trump também anunciou que vai comparecer ao Estado nessa segunda-feira, 17, para falar sobre “os fracassos de Joe Biden nas áreas de empregos e economia”.

Apesar da reação, ele mesmo não comparecerá à convenção republicana para aceitar a indicação do partido à reeleição, que será realizada entre 24 e 27 de agosto, em lugar ainda não definido. Seu vice vai continuar sendo Mike Pence.

Programação democrata

Na convenção vermelha, o ex-presidente Barack Obama — de quem Biden foi vice — e sua mulher, Michelle, devem discursar por duas horas. O senador Bernie Sanders, que disputou a vaga com o candidato, também deverá defender o ex-rival.

Querendo causar a impressão de incluir minorias, até mesmo a congressista hispânica Alexandra Ocasio-Cortez foi chamada. Porém, o movimento acabou se mostrando um tiro no pé: com apenas um minuto para falar, o convite foi bastante criticado nas redes sociais.

Outra que, obviamente, terá direito a boas horas diante do microfone virtual democrata será Kamala Harris, senadora escolhida como vice da chapa. 

Na programação democrata ainda devem entrar a mulher de Biden, Jill, Hillary Clinton, derrotada nas últimas eleições, e o ex-governador de Ohio, o republicano John Kasich, como representante dos que se arrependeram de apoiar Donald Trump.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês