-Publicidade-

Manuela D’Ávila amarga terceira derrota em Porto Alegre

Comunista tem histórico de insucessos na capital gaúcha
Manuela D'Ávila: três derrotas para prefeitura de Porto Alegre | Foto: Reprodução/Facebook
Manuela D'Ávila: três derrotas para prefeitura de Porto Alegre | Foto: Reprodução/Facebook | manuela d'ávila - histórico de derrotas em porto alegre

Comunista tem histórico de insucessos na capital gaúcha

manuela d'ávila - histórico de derrotas em porto alegre
Manuela D’Ávila: três derrotas para prefeitura de Porto Alegre | Foto: Reprodução/Facebook

O resultado final da eleição na corrida pela prefeitura de Porto Alegre impôs a terceira derrota a Manuela D’Ávila (PCdoB). A comunista havia tentado — também sem sucesso — se tornar prefeita da capital gaúcha em outras duas oportunidades: 2008 e 2012. Nas disputas anteriores, ela não tinha conseguido sequer chegar ao segundo turno.

Leia mais: “Grande SP comprova o ‘nanismo’ eleitoral do PT”

A primeira tentativa de Manuela de assumir o Poder Executivo local ocorreu quando ainda era uma novata na política. Eleita vereadora em 2004, função que abandonou após ser eleita deputada federal dois anos depois, ela lançou candidatura à prefeitura porto-alegrense em 2008 sem ter até então cumprido um único mandato por completo.

Para a ocasião, Manuela teve a companhia do então deputado estadual Berfran Rosado (PPS). A coligação ainda contou com apoios de PR, PTdoB, PMN, PSB e PTN. Na urna, a candidatura liderada por Manuela acabou o primeiro turno na terceira colocação, vendo a disputa seguir entre José Fogaça (PMDB) e Maria do Rosário (PT), a quem chegou a criticar publicamente.

A representante comunista voltou à cena da política municipal quatro anos depois. Em 2012, Manuela D’Ávila seguiu em chapa distinta do PT. Apoiada por PSB, PSC e PHS, ela teve Nelcir Tessaro (PSD) como candidato a vice-prefeito. Apesar de ocupar a segunda posição, Manuela viu José Fortunati (PDT) ser reeleito em primeiro turno.

Vices com problemas

Os dois candidatos a vice-prefeito que acompanharam as jornadas anteriores de Manuela tiveram problemas posteriores com a Justiça. Berfran Rosado chegou a ser detido por causa de investigações sobre supostas irregularidades na Secretaria de Meio Ambiente do Rio Grande do Sul, pasta que ele chegou a conduzir. Nelcir Tessaro teve cassado o mandato de vereador por causa de infidelidade partidária.

Eleições 2020

Manuela D’Ávila contou com apoio formal do PT em sua terceira tentativa de levar a prefeitura de Porto Alegre. Com o petista Miguel Rossetto indicado para o cargo de vice, a filiada ao Partido Comunista do Brasil participou da eleição 2020. Após conquistar 29% dos votos válidos no primeiro turno, conquistou o direito de ir ao embate final contra Sebastião Melo (MDB). Ontem, contudo, teve 45,4% dos votos válidos e mais uma vez saiu derrotada das urnas.

O que Gilberto Kassab e ACM Neto têm em comum? Os dois podem ser considerados vencedores das eleições 2020. O editor-executivo Silvio Navarro explica essa história na reportagem de capa da atual edição da Revista Oeste. 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comentários

  1. Entre uma candidatura e outra, viaja pela Europa, faz curso na Inglaterra e nos USA, etc…. Trabalhar nunca… E dinheiro? vem de onde?
    Assim também é Marina, Ciro, França e por aí navega a esquerda caviar, de um jeito ou de outro o dinheiro sai dos bolsos do contribuinte. Esta turna não tem nada a perder, só querem mesmo saquear o dinheiro público.

  2. Pois é… o corte de cabelo Channel, as roupas de griffe entre outras mudanças cosméticas para melhorar ao menos sua imagem física, pois o resto não tem jeito mesmo, não deram certo, um fiasco.
    Da outra feita, apelou até para cultos religiosos, uma verdadeira blasfêmia até para os comunistas e também não deu certo.
    Como a criatividade do “aviãozinho” é muito grande, decerto arranjará outros disfarces para o próximo pleito, se houver.

  3. Em cima de um caminhão, se despedindo do seu amigão de “golo”, entre uma e outra tragada de “coca”.
    Essa é Manu. Bonitinha mas ordinária.
    O povo gaúcho certamente a elegeria se se travestisse de social-democrata como o Covas. Comunistas têm que disfarçarem-se, prá alcançar alguma coisa aquí no Brasil. Somos conservadores mesmo. Vamos à missa. Ela por conveniência. Tchau manu.

  4. 1) A branquinha perdeu para um pardinho justamente na cidade onde teve manifesto contra o racismo. Ou seja, a população votou no pardinho para mostrar que a capital gaúcha não é racista. 2) a depredação do Carrefour, ao contrário do que a esquerda esperava, atrapalhou a eleição dela, pois o povo de Porto Alegre ficou com medo de mais bagunça com ela como prefeita. 3) a revista ainda não fez uma matéria sobre o desempenho dos partidos comunistas liderados pelo PCDB. 4) A lei eleitoral ainda permite partido sem representação?

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês