Em 4 meses, coronavírus deve atingir cerca de 45 mil pessoas na Grande São Paulo, diz diretor do Incor - Revista Oeste

Em 12 mar 2020, 11:12

Em 4 meses, coronavírus deve atingir cerca de 45 mil pessoas na Grande São Paulo, diz diretor do Incor

12 mar 2020, 11:12

O diretor do Instituto do Coração (Incor), Fabio Jatene, afirmou num áudio que está circulando pelo WhatsApp nesta quinta-feira, 12, que o coronavírus (covid-19) deve atingir cerca de 45 mil pessoas na Grande São Paulo nos próximos 4 meses. A projeção, segundo ele, é do infectologista e coordenador do Centro de Contingência do coronavírus no Estado de São Paulo, David Uip.

“Davi disse que devem ser nos próximos 4 meses, na Grande São Paulo, 45 mil casos. Vão precisar de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de 10 a 11 mil leitos disponíveis, e não tem isso aqui”, afirmou Jatene ao descrever no áudio a reunião que teve com Uip e outros especialistas da área, como o neurocirurgião Esper Cavalheiro e Marcelo Amato, supervisor da UTI do Hospital das Clínicas.

O número alarmante, segundo Fabio, se justifica por causa da chamada transmissão comunitária que se instalou no Brasil, ou seja, quando uma pessoa contrai a infecção sem, necessariamente, ter tido contato com alguém que viajou para as áreas inicialmente afetadas pela epidemia, a exemplo da Itália e da China.

“A partir de hoje (quinta-feira, 12), os casos vão explodir no Brasil porque já passou a ter a chamada transmissão comunitária”, afirmou Jatene, que recomenda a exposição mínima de pessoas de idade a locais tumultuados. “Nos mais velhos, a taxa de letalidade tem chegado a 18% e, nos jovens, 0,2%”, pontuou o diretor do Incor.

Ele afirma ainda que pairam dúvidas sobre a mutação do vírus no Brasil, um país tropical. “Não sabemos como vai ser o comportamento do coronavírus no calor. Ainda não há evidência científica sobre isso”, disse. “Uip acha que, em 4 meses, resolve o surto. O Esper [Cavalheiro] acredita que, no ano que vem, a doença já vai ser um vírus comum”, conclui Jatene.

Entenda a diferença entre a transmissão local e a comunitária

A transmissão local se dá quando uma pessoa contrai a covid-19 sem ter viajado aos países com registro da doença. Contudo, tiveram contato com outro paciente infectado, que trouxe o vírus de fora do país. Há casos assim no Brasil.

Enquanto isso, a comunitária são os casos de transmissão do vírus entre a população – um paciente infectado que não esteve nos países com registro da doença transmite a doença para outra pessoa, que também não viajou.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias