Escritório de Ricardo Barros, líder do governo na Câmara, é alvo de operação

Edição da semana

Em Em 16 set 2020, 13:08

Escritório de Ricardo Barros, líder do governo na Câmara, é alvo de operação

16 set 2020, 13:08

Deputado é suspeito de envolvimento em esquema no setor de energia entre 2011 e 2014

Ricardo Barros

Deputado Federal Ricardo Barros (PP-PR) | Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, foi alvo de uma operação da Polícia Civil e do Ministério Público do Paraná na manhã desta quarta-feira, 16.

Os agentes cumpriram mandado de busca e apreensão no escritório do deputado em Maringá (PR). Também houve ações em Curitiba, Paiçandu e São Paulo.

LEIA MAIS: Governo libera R$ 3,8 milhões para combate a incêndios no Pantanal

A  medida faz parte de uma investigação sobre supostos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro na contratação de energia eólica.

A apuração começou com base em informações de colaboração premiada da Lava Jato, que foram enviadas pelo Supremo Tribunal Federal em novembro de 2019.

Barros estaria envolvido em um esquema no setor de energia entre 2011 e 2014. Neste período, ele foi secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul do Paraná, no governo de Beto Richa (PSDB).

O deputado é líder do governo Bolsonaro desde agosto e foi ministro da Saúde de 2016 a 2018, durante o governo Temer.

Defesa

A assessoria diz que Ricardo Barros “está tranquilo e em total colaboração com as investigações”.

“O parlamentar reafirma a sua conduta ilibada e informa que solicitou acesso aos autos do processo para poder prestar mais esclarecimentos à sociedade e iniciar sua defesa. Ricardo Barros, relator da Lei de Abuso de Autoridade, repudia o ativismo político do judiciário”.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 Comentários

  1. PASSOU DA HORA DE BOLSONARO TROCAR O LÍDER!! Por um voto contrário, a Bia Kicis foi destituída do cargo de vice-líder.

    Responder
  2. O deputado Barros deve ser afastado da função de Líder do Governo até que se apurem os fatos.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O partido contra o Brasil

Ninguém ainda descobriu no planeta um jeito tão eficaz de concentrar renda quanto a fórmula usada para administrar as contas públicas no país

A paciência acabou

Os brasileiros começam a reagir à cassação dos direitos individuais

Os novos senhores do mundo

Os gigantes da tecnologia censuram Trump, fazem o que bem entendem e exercem um poder global desmedido. Isso é justo?

Eficácia

“Você demorou muito a comprar. Eficácia depende de rapidez” / “Poxa… Se eu soubesse teria comprado mais rápido. Ando muito dispersivo”

O culto à ignorância

Valorizar a educação formal e a cultura clássica virou preconceito elitista, um mau sinal para o futuro

Como surgiu o novo coronavírus?

A resposta mais provável, até o momento: o vírus teve origem em pesquisas com manipulação genética no Instituto de Virologia de Wuhan

Globalistas assanhados com Biden

Eles não costumam viver de fatos, apenas de narrativas. Adotam a visão estética de mundo, e por isso a ONU é seu maior símbolo

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês