Ex-executivo da Fecomercio do RJ delata presidente da OAB

Edição da semana

Em Em 9 set 2020, 14:53

Ex-executivo da Fecomercio do RJ delata presidente da OAB

9 set 2020, 14:53

Orlando Diniz afirma ter assinado contrato de fachada com Felipe Santa Cruz

felipe santa cruz - oab - fecomercio

Felipe Santa Cruz é o presidente da OAB | Foto: REPRODUÇÃO/TWITTER

Acusação feita em delação premiada tem o atual presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) como alvo. Ex-presidente da Fecomercio do Rio de Janeiro, Orlando Diniz afirma que ajudou a financiar de modo não declarado a campanha de Felipe Santa Cruz à reeleição da seccional fluminense em 2014.

Leia mais: “Lava Jato: PF faz operação que mira Zanin e Wassef”

De acordo com Diniz, Santa Cruz chegou a assinar contrato de R$ 120 mil com a Fecomercio na época da campanha à reeleição do comando da OAB-RJ. No entanto, o acerto era de fachada, garante o delator. O ex-presidente da Fecomercio afirma que os serviços previstos no acordo de R$ 120 mil nunca foram prestados. Isso porque, segundo ele, o acerto era para abastecer a campanha de Santa Cruz, conforme noticiou a CNN Brasil.

Em nota, o delatado negou as acusações. “O presidente do Conselho Federal da OAB, Felipe Santa Cruz, rechaça com veemência as ilações mentirosas dessa delação fantasiosa. Ressalta que nunca pediu qualquer tipo de apoio para campanha da Ordem ou negociou qualquer serviço com o senhor Orlando Diniz.”

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 Comentários

  1. O porquinho cevado ainda verá o sol nascer quadrado.

    Responder
  2. Quá, felipinho, vá falar isso num curral que, de repente, os bois dormem!
    As vezes penso que gostaria de voltar um pouco no tempo, na época onde ainda não haviam internet ou celulares, ficávamos sabendo menos, porque é tanta babaquice e taaaaanta mentira que, sim, as vezes mas só as vezes, gostaria de estar naquele tempo.
    Maranata. O Senhor logo vem!

    Responder
  3. Felipe Santa Cruz, advogado temporão e militante petista em tempo integral, não por acaso, padece da patologia petista por ganância de dinheiro a qualquer preço. Com eleições no horizonte, a OAB deveria voltar a ser uma instituição de respeito, o que não é hoje, pelo fato único e exclusivo de os advogados brasileiros concordarem com a prostituição da instituição que deveria ser um bastião em defesa da força do Direito, mas que melancolicamente tornou-se uma casa de tolerâncias com direito a luz vermelha e outros adornos equivalentes.

    Responder
  4. É impressionante como quase todo esquerdista gosta de um negocio enrolado. E o Bolsonaro nada de braçada.

    Responder
  5. Considero filhos advogados somente por serem filhos. Ô raça que, pela enormidade de incidências nefastas, e com bons exemplos de cima pra baixo , é uma decepção. Cada adevogado por aí q ñ junta duas palavras e vive cuspindo m****, defendendo amigos bandidos, é muita coisa poderíamos descobrir, inclusive a sacanagem com nós conservadores e cristãos, q vem fazendo à OAB.

    Responder
  6. Mas um feito da lava jato do rio, quando se fala em corrigir os rumos da operação, tenho certeza q a do rio ninguém vai mexer. Parabéns juiz Bretas. Justiça p todos seja quem for.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O partido contra o Brasil

Ninguém ainda descobriu no planeta um jeito tão eficaz de concentrar renda quanto a fórmula usada para administrar as contas públicas no país

A paciência acabou

Os brasileiros começam a reagir à cassação dos direitos individuais

Os novos senhores do mundo

Os gigantes da tecnologia censuram Trump, fazem o que bem entendem e exercem um poder global desmedido. Isso é justo?

Eficácia

“Você demorou muito a comprar. Eficácia depende de rapidez” / “Poxa… Se eu soubesse teria comprado mais rápido. Ando muito dispersivo”

O culto à ignorância

Valorizar a educação formal e a cultura clássica virou preconceito elitista, um mau sinal para o futuro

Como surgiu o novo coronavírus?

A resposta mais provável, até o momento: o vírus teve origem em pesquisas com manipulação genética no Instituto de Virologia de Wuhan

Globalistas assanhados com Biden

Eles não costumam viver de fatos, apenas de narrativas. Adotam a visão estética de mundo, e por isso a ONU é seu maior símbolo

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês