Fabricante do remdesivir se une a fornecedores de genéricos - Revista Oeste

Edição da semana

Em 13 maio 2020, 04:15

Fabricante do remdesivir se une a fornecedores de genéricos

13 maio 2020, 04:15

Gilead fechou acordo com cinco empresas na Índia e no Paquistão para expandir o fornecimento da droga experimental contra covid-19

Farmacêutica militar americana realiza testes com o remdesivir
Foto: Jason W. Edwards/U.S. Army

A Gilead, fabricante do remdesivir, medicamento que tem sido utilizado de forma experimental com bons resultados no tratamento da covid-19, fechou ontem, terça-feira 12, um acordo com cinco fornecedores de medicamentos genéricos para expandir a produção da droga e fazê-la chegar a 127 países de baixa renda.

Os licenciados também definirão os próprios preços para o produto genérico que produzem, segundo a Gilead.

As licenças são isentas de royalties até que a Organização Mundial da Saúde declare o fim da emergência de saúde pública referente à covid-19, ou até que um produto que não o remdesivir ou uma vacina seja aprovado para tratar ou prevenir a doença.

O antiviral recebeu autorização da agência norte-americana Food and Drugs Administration (FDA) para ser usado como medicamento emergencial no tratamento da covid-19 no início deste mês.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês