-Publicidade-

Facebook dissemina ‘fake news’ contra a ‘Revista Oeste’

Reportagem verídica é definida como conteúdo "falso" pela rede social

Reportagem verídica é definida como conteúdo “falso” pela rede social

brasil mapa - fake news - facebook - agências de checagem
Foto: Reprodução

“Falso. É falso que imagem da Nasa prova que Amazônia não está ‘em chamas’.” Essa é a mensagem que o Facebook exibe para quem tenta divulgar a reportagem “Imagem da Nasa prova que a Floresta Amazônica não está em chamas”, publicada no site de Oeste em 20 de julho de 2020. Diferentemente do que propaga a rede social, a partir da autointitulada agência de notícias denominada Aos Fatos, a matéria em questão apresenta informações verdadeiras.

Leia mais: “Redes sociais perdem proteção legal ao atuarem como editoras”

Para afirmar que o conteúdo do site de Oeste era inverídico, a equipe de Aos Fatos tentou criar um suposto conflito entre informações fornecidas pela agência espacial norte-americana Nasa e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Essa contradição, contudo, não existe. É o que explica o doutor em ecologia e chefe-geral da Embrapa Territorial há 40 anos, Evaristo de Miranda. Um artigo dele deu base para a produção da matéria de Oeste.

“Não existe contradição entre o Inpe e a Nasa, porque os dados usados como referência são os mesmos”, comenta Evaristo de Miranda. “O Inpe não usa vários satélites. Isso sim é fake news“, prossegue o experiente pesquisador. A explicação dele e as posturas adotadas por Facebook e Aos Fatos diante da veracidade da reportagem de Oeste estão disponíveis em “Facebook comete fake news ao tachar de fake news uma matéria verídica”, conteúdo publicado na Edição 42 da publicação digital.

https://revistaoeste.com/facebook-comete-fake-news-ao-tachar-de-fake-news-uma-materia-veridica/

-Publicidade-
Envie-nos a sua opinião, sugestão ou crítica! Fale conosco
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês