Fentect reclama de aumento salarial para funcionários dos Correios

Edição da semana

Em 21 set 2020, 21:58

Entidade reclama de aumento salarial para funcionários dos Correios

21 set 2020, 21:58

Justiça determinou que servidores da estatal terão 2,6% a mais nos vencimentos

fentect - correios - greve - justiça - aumento salarial

Foto: Divulgação

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) não gostou do porcentual de aumento salarial definido pela Justiça para a categoria. Na noite de hoje, a entidade sindical reclamou da elevação dos salários em 2,6% e deu a entender que a greve iniciada em 17 de agosto pode prosseguir.

Leia mais: “Greve faz grupo clamar pela privatização dos Correios”

A Fentect acusou o Poder Judiciário de atuar como “porta-voz dos Correios”. Nesse sentido, a entidade que representa funcionários da estatal afirmou que o movimento grevista vai além da questão salarial. Assim, a equipe de comunicação da Fentect garante que a classe tem sido alvo de “ataques a direitos duramente conquistados por anos”. Conforme noticiado por Oeste, um dos “direitos” que a entidade lista é o vale-peru natalino.

“Mais uma mostra de como o Judiciário se mantém servil ao patronato”

Diante da situação, o secretário-geral da Fentect, José Rivaldo da Silva, sobe o tom nas críticas à Justiça brasileira. “É mais uma mostra de como o Judiciário se mantém servil ao patronato, atuando de forma político-partidária e se mantendo distante do propósito de justiça e dignidade à classe trabalhadora”, declarou o dirigente.

Silva pede a manutenção de assembleias previstas para amanhã, terça-feira 22, entre sindicatos estaduais do setor. Na prática, as assembleias podem definir a continuidade da paralisação no trabalho dos Correios.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 Comentários

  1. A NOSSA JUSTIÇA VIROU UMA PIADA!! A estatal com PIOR AVALIAÇÃO POPULAR, em processo de privatização, dá aumento aos defensores do vale peru. Espero que o vencedor do leilão DEMITA TODOS OS SANGUESSUGAS e contrate profissionais de verdade.
    #CorreiosComAmazon

    Responder
  2. Aumento, em período de greve, só para funcionário público mesmo. Fosse no setor privado para ver se isso aconteceria. Funcionário público é, ou não, uma casta superprivilegiada?

    Responder
  3. Correios tem mais é de ser privatizado, e já, porque ele não existe para os seus sempre gulosos e egoístas funcionários (todo ano tem greve…) e sim para prestar um bom serviço a Sociedade.

    Responder
  4. Espero que não tenhamos que pagar o salário dos dias sem trabalhar. Privatização já!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O crime acima de todos

Não é que as instituições estejam funcionando mal, ou passando por alguma anomalia — ao contrário, elas são organizadas de maneira a tornar inevitáveis resultados como o que beneficiou André do Rap

O “cancelamento” contra a arte

Caso a sociedade se submeta a essa versão gourmetizada do stalinismo, nossos filhos e netos não terão o que ler, ouvir ou assistir

A segunda onda de hipocrisia

Em que pesem as comprovações de ineficácia dos lockdowns, enganadores como Emmanuel Macron fingem ter um mapa de bloqueio de contágio

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

O capitalismo pode salvar o mundo?

O sistema não é uma ideologia de laboratório, como o comunismo. É uma força viva, dinâmica, que há milênios se aperfeiçoa na satisfação das necessidades humanas

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês