FHC: PSDB namora Bolsonaro, mas deveria ser contra ele

Edição da semana

Em 4 set 2020, 11:10

FHC: PSDB namora Bolsonaro, mas deveria ser contra ele

4 set 2020, 11:10

Ex-presidente admitiu a força de atual chefe do executivo federal e a chance dele se reeleger em 2022

fhc, fernando henrique cardoso, jair bolsonaro, psdb, oposição

FHC: PSDB tem de ser oposição, mas ‘namora’ Bolsonaro… | Foto: Alessandro Carvalho/Flickr

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi bastante sincero durante o evento “Brasil e o mundo pós pandemia”, promovido pelo PSDB e pelo Instituto Teotônio Vilela.

Para ele, o partido do qual faz parte precisa fazer oposição ao atual presidente, Jair Bolsonaro, mas isso é complicado, já que parte dos políticos “namora” o atual morador do Palácio da Alvorada.

“Isso depende muito de quem vai falar em nosso nome, é fundamental. Quem vai falar e o que vai falar. Um problema é que parte do PSDB namora o Bolsonaro”, frisou FHC. “Ele pode ganhar a eleição de novo, dependendo da forma como atuemos. Se ficarmos só com as nossas ideias e só entre nós, ele ganha.”

Para o ex-presidente, a legenda social democrata tem um discurso de difícil compreensão. Exatamente o oposto do atual presidente, um homem comum, que fala o que pensa.

“Ele chegou lá porque ele é o homem comum. Ele estoura, fala bobagem de uma maneira rude”, disse o intelectual tucano. “Isso toca as pessoas, que são a maioria, que é parecida com esse estilo.”

Cardoso acredita que a melhor forma de se opor ao atual governo é falar em nome do interesse do Brasil, com uma linguagem unificada contra Bolsonaro. Como fazer isso? O ex-presidente não conta.

Por fim, Fernando Henrique também defendeu que o tucanato se aproxime dos militares. Para ele, a população precisa de ordem, que deve ser resguardada pelos militares e não por juízes.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

21 Comentários

  1. Não importa o jeito que irão falar, a ideia comunista sempre vai estar ali e uma hora ou outra vão ser reveladas pela VERDADE.

    Responder
    • Cale a boca esquerdista gagá!

      Responder
  2. A lógica destes oportunistas que “namoram” o PR é: “não podem c/ ele, tentam juntar-se a ele” até enquanto for conveniente.
    Mas Bolsonaro está + do que “vacinado” c/ esses supostos apoiadores.

    Responder
    • Sim, cometeu erros na política. O maior foi ter posto o seu prestígio para evitar o impeachment de Lula. Petistas e bolsominions o odeiam, mas foi um grande presidente. Um grosso político, reconhecido no mundo inteiro. A humildade em reconhecer um erro, é sinal de grandeza.

      Responder
  3. Depois dos muitos escândalos de corrupção dentro do PSDB (virou um PT2), quem apoiava o PSDB o abandonou. Chance ZERO de ganharem do Bolsonaro. Só para lembrar: FHC foi quem indicou o Gilmar Mendes para o STF. Quanto custa isso para a justiça brasileira??

    Responder
  4. BHC sempre namorou Lula, sempre foram parceiraços, desde o tempo de panfletagem em porta de fábrica.

    Responder
  5. Este senhor, em quem confiava, teve meu voto nas eleições em que foi vitorioso, hoje ele não passa de um péssimo analista político. Foi humilhado e desprezado pelo corrupto Lula durante anos, e custou a admitir que este comandava uma quadrilha nos governos do PT.

    Responder
  6. Quem mais acredita e compra o discurso do PSDB, FHC? a quem mais vc, Alkmin e Serra, caciques enrolados em corrupção e suspeitas ruins , enganam?
    PSDB já era! e o povo brasileiro, que disse não ao PSDB 5 vezes, duas com Lula, duas com Dilma e uma com Bolsonaro, veja bem, cinco vezes, já deixou isso bem claro!
    Oeste nos faz perder tempo lendo as chorumelas de FHC, e eu o meu escrevendo sobre.

    Responder
  7. FHC sendo FHC, vai tomar na tarracha! Nos enganou por muito tempo, mas a mascara caiu!!

    Responder
  8. Esse velho caquético deveria procurar e curtir seus bisnetos antes que o Cão o receba. Hoje o Brasil sabe muito bem quem é FHC.

    Responder
  9. Contra igual o senhor e contra o Lula?

    Responder
  10. Porque não te calas, FHC ???
    Seu partido já era !!
    Devem namorar é o Luladrão, comparsa de Vcs, nas falcatruas….

    Responder
  11. Começou bem,chamando a maioria do povo brasileiro de rude.
    Vai dar muito certo abiguinho!

    Responder
    • Esses intelectuais não entendem mesmo o que se passa na alma do povo e na atualidade brasileira. Intelectuais e ignorantes sobre conhecimento tão importante na politica: o que o povo não quer mais.

      Responder
  12. Mais um esquerdopata abaixando a guarda, não dá para evitar o inevitável. #BOLSONARO2022#

    Responder
  13. eu fui um dos tolinhos que acreditava em FHC & Friends (votei em Alckmin no Primeiro Turno e depois “descobri” JB) e não percebia que PSDB e PT eram faces da mesma moeda – conheci a macacada do Prof. Olavo de Carvalho e acordei para uma realidade: o conservadorismo.

    Responder
  14. A pergunta que fica, é: porque é que este bxsxa já não está sete palmos pra baixo há muito tempo…e a resposta é simples: gente dessa laia nem o diabo quer lá com ele…o tinhoso detesta concorrência…!

    Responder
  15. Esse velho muquirana tá gagá mesmo! PSDB morreu seu FDP? Acabou com o meu querido ESTADO das Minas Gerais. Foi esperto em cima do correto Itamar, traindo a todos os mineiros. Laborou contra o meu PAÍS durante todos os govs petralhas, por complexo de culpa Se associa com estranhos sempre não é? Ñ precisamos de vc. Vá em paz.

    Responder
  16. Pare de dar piruada, seu comuna gagá. Seu tempo já passou. Vá procurar um rosário para rezar. Você falando, e um cachorro latindo é a mesma coisa.

    Responder
  17. Quanto mais você chama a atenção para o seu nome a PF do nosso presidente vai te pegar boca mole vagabundo corrupto!!!
    Sabemos quem vc é seu calhorda e não nos esquecemos do seu PC Farias, Serjão Mota que se não tivesse morrido limparia nosso Brasil!!!
    Calhorda!!!

    Responder
  18. Fui tucano desde Montoro e Covas, admirei FHC, pela fala tranquila, serena e inteligente para domar feras como Lula e seus companheiros. Ocorre que desde as eleições de 2018 não compreendi o comportamento do meu ex- partido PSDB e decidi desde o primeiro turno apoiar Bolsonaro, até porque, admirei seu respeito em relação a família, religiões, a lei e a ordem e a hierarquia militar própria de sua formação e sua proposta de uma competente equipe econômica com Paulo Guedes. Errei sim ao ter votado em Dória que demonstrou falta de caráter ao criticar o presidente Bolsonaro logo no inicio de seu governo, claramente com interesses para as próximas eleições presidenciais.
    Bom, nessa altura, FHC descansava e escrevia suas memórias governamentais nos seus DIÁRIOS DA PRESIDÊNCIA, sensatos, que imaginávamos jamais voltar a agitar no cenário politico, para finalmente conhece-lo melhor. Faz relatos que parece ter esquecido, como criticas severas a imprensa, fazendo jornalistas desdizerem-se em seus artigos, extremamente vaidoso e diplomaticamente autoritário com políticos, envolvimentos com Ministério da Justiça e PF, enfim, próprios de quem estaria se afastando totalmente da vida política. Lamentavelmente ressuscitou para liderar manifestos contra o governo Bolsonaro, compondo-se com Ciro, Marina, Boulos e até Jean Willys, com esse intento, chegando ao absurdo de pedir que o presidente Bolsonaro renuncie para o bem do Brasil. Triste renascimento de politico que eu ainda guardava algum respeito.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

O pai, o filho e o deboche

O pai, o filho e o deboche

A ideia geral de que não se deve praticar certas coisas em público, porque “pega mal”, parece caminhar rapidamente...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês