Funcionários públicos voltam ao trabalho na Jordânia - Revista Oeste

Em 26 Maio 2020, 11:03

Funcionários públicos voltam ao trabalho na Jordânia

26 Maio 2020, 11:03

Eles estavam afastados desde de março; reino árabe impôs o lockdown aos seus cidadãos

Vista da capital da Jordânia, Amã

Vista da capital da Jordânia, Amã | Foto: Jean Housen/Wikimedia

Funcionários públicos da Jordânia voltaram ao serviço presencial, dois meses após terem sido obrigados a trabalhar de casa em razão do lockdown imposto para tentar deter a pandemia do coronavírus.

De acordo com Sameh al Nasser, que dirige a comissão de Serviço Civil, cerca de 60% dos funcionários retornaram respeitando normas de distanciamento social, informa a Reuters. Existem cerca de 250 mil funcionários públicos na nação do Oriente Médio

MAIS: Rei da Jordânia diz que não vai aceitar anexação do Vale do Jordão por Israel

As escolas, universidade e as fronteiras permanecem fechadas, só continuaram em todo período funcionando serviços essenciais, muitos deles realizados por militares no local de funcionários civis afastados.

Assim como a Jordânia, diversos países do mundo como a  Alemanha, Itália, e Portugal começaram a reabrir as suas economias. Israel, que faz fronteira como o reino árabe, também está se reabrindo.

A Jordânia teve apenas 711 casos confirmados do coronavírus, com 11 mortos.

 

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias