Fux afirma que será necessária a judicialização da vacina - Revista Oeste

Edição da semana

Em Em 25 out 2020, 09:00

Fux afirma que será necessária a judicialização da vacina

25 out 2020, 09:00

Discussão chegou à mais alta corte do país depois da queda de braço entre o presidente Jair Bolsonaro e o governador João Doria

Fux estados coronavírus stf

Partidos de esquerda já pediram socorro aos ministros | Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, afirmou que a judicialização da vacina contra a covid-19 “será importante”. Siglas, como PCdoB, Psol, PT, PSB e Cidadania já acionaram a Corte para obrigar o governo a comprar todo e qualquer imunizante em pesquisa que prometa vencer o coronavírus. Durante uma live na sexta-feira 23, Fux admitiu que esperava a chegada de ações no Tribunal sobre o tema. O ministro demonstrou concordar com a necessidade de debate acerca de fundamentos em discussão na sociedade.

Leia também: “As perguntas ainda sem resposta sobre a vacina chinesa”

“Podem escrever, haverá uma judicialização, que eu acho que é necessária, sobre essa questão da vacinação. Não só a liberdade individual como também os pré-requisitos para se adotar uma vacina. Não estou adiantando ponto de vista nenhum, estou apenas dizendo que essa judicialização será importante”, pontuou o ministro. A discussão chegou à mais alta corte do país depois da queda de braço entre o presidente Jair Bolsonaro e o governador João Doria, que tenta obrigar o governo federal a financiar a vacina chinesa Coronavac.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

13 Comentários

  1. Pelo jeito, muda tudo pra ficar do jeito que está. Fux precisa entender que quanto menos o STF interferir na vida do país melhor pra todos. Aliás, ele não é pago pra isso.

    Responder
    • Neste país existe uma lei clara que trata deste assunto. Logo, o STF deveria observar a lei e ponto final. Não há o que se discutir. Qualquer decisão que desconsidere a lei vigente é ultrajante. Vou passar a considerar que estamos numa anarquia e como tal eu deixarei de cumprir leis vigentes segundo os meus interesses e desde já convido os demais leitores a fazer o mesmo. Basta!

      Responder
  2. A ÚNICA MANEIRA DA ESQUERDA VENCER SUAS NARRATIVAS É APELANDO PRA SUPREMA MILITÂNCIA.
    #STFVergonhaNacional

    Responder
  3. O Supremo POLITBURO Federal vai aprovar a vacina obrigatória. Também aprovará muitas outras coisas obrigatórias que virão depois…

    Responder
  4. Engenheiro, sou afeito naturalnente a números, estatísticas, probabilidades. Me assusta um país onde o vírus pulou a cerca, ter pouquíssimos casos locais, estar comandando o crescimento global, exatamente por isto, e um GOVERNO ser obrigado a comprar a vacina exatamente deles. NÃO, pelo amor de Deus, tá muito na cara.

    Responder
  5. Será que o nobre ministro que tomou posse com tanta pose e belas palavras vai perder a pose de bom moço já na primeira curva fazendo pit stop pra trocar os pneus?

    Responder
  6. Essa tal da “obrigatoriedade” de vacinar é uma das maiores besteiras que já vi. Como pode um não vacinado prejudicar um vacinado imunizado? Só se a vacina não imunizar. O não vacinado somente pode prejudicar a se mesmo ou a outros não vacinados, jamais a sociedade como um todo.

    Responder
  7. Judicializar o que Fux?. A vacina do Doria? Por acaso só tem essa vacina e tem que ser obrigatória sua aplicação?. E se eu quiser a de Oxford porque gosto do governo Bolsonaro? Afinal, ambas e muitas outras estão na mesma fase de testes (3a.), dai até aprovar pela Anvisa e pela OMS e pelos seguidores da CIÊNCIA, ainda vai algum tempo.
    Fazer da vacina um “santinho” politico para 2022, como quer Dória (infelizmente votei nesse cara aos 7O anos de idade), deveria sim ser CRIME por uso indevido de recursos públicos tão necessários a saúde, educação, emprego, segurança, moradia, etc, etc, etc. que este marqueteiro Doria esta procurando transferir para o governo Bolsonaro, essa responsabilidade.
    Pior, com a arrogância de pequeno ditador que quer obrigar os paulistas a tomar essa vacina DORIA/BUTANTÃ. Afinal não posso como paulista escolher a vacina Bolsonaro/Oxford/Fiocruz? se for aprovada e com igual capacidade de eficácia?
    Então ministro Fux, se tiver que judicializar devera ser para atribuir responsabilidades pelo TERROR criado por Doria e outros governadores, senadores e a politicalha que nada aprova para as necessárias reformas do pais, como um tal senador pelo Amapa, Randolfe Rodrigues que nada aprova e tudo judicializa. Pensar ver unidos contra o governo Bolsonaro, Doria(psdb), Rui Costa (pt), Flavio Dino (pc do b) e o senador Randolfe Rodrigues (rede), parece pesadelo. Vamos ser sérios STF e parar com essa brincadeira eleitoral envolvendo vidas humanas. Interpretem a Constituição sem iluminismos e ideologias.

    Responder
    • STF, VTNC! Simplesmente assim!

      Responder
    • Tenhamos fé AC, agora na presidência temos alguém verdadeiramente juiz, verdadeiramente brasileiro. Quem o colocou lá? Foi lula6? Janot bateu pesado no ladrão FDP.

      Responder
      • Fux foi indicado por dilma! Tudo farinha da mesmo saco.

        Responder
  8. Phoda mesmo é saber que têm um bando de [email protected] decidindo o que será melhor para as nossas vidas.
    As entidades que representam o povo se calam e agem como marionetes.
    Só nos restam obedecer ao que nos impõe, caso contrário sermos presos e processados.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O império dos sem-voto

Há cada vez mais pessoas que nunca receberam um único voto na vida, e não têm mandato nenhum, dizendo o que o cidadão deve ou não deve fazer

O mal de roupa nova

O Partido Democrata não esconde as intenções: quer mais coletivismo, menos autonomia dos Estados, maior controle exercido pelo Executivo central e intervenção na economia

A nova Torre de Babel

Ao contrário do mito bíblico, a torre atual está sendo edificada com base na confusão proposital das palavras por indivíduos desprovidos de inteligência e coragem

Segundo turno nupcial

“Ué, você tá torcendo pra mim?” / “Não sei. Estou indeciso”

A imprensa morre no escuro

A atividade que já foi chamada de “quarto poder” escorrega perigosamente para a irrelevância

O resgate de Tocqueville

O desprezo pelo cristianismo, tão comum em meios “progressistas”, representa um perigoso afastamento dos pilares norte-americanos

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês