Gilmar Mendes e os 40 bandidos soltos - Revista Oeste

Revista

Gilmar Mendes e os 40 bandidos soltos
Como explicar a atuação do libertador-mor do STF a norte-americanos acostumados a uma Suprema Corte técnica e conservadora?
14 ago 2020, 08:40

Há mais de uma década morando nos Estados Unidos, sempre que vou ao Brasil meus amigos perguntam sobre frases e expressões que os norte-americanos usam no cotidiano, ditados ou jargões como “agora só preciso da sua John Hancock”, ou “John Hancock na linha e está tudo certo”, expressões muito usadas quando nos referimos à assinatura de algum documento. John Hancock, um dos Pais Fundadores dos Estados Unidos, foi uma das figuras importantes da Revolução Americana e o primeiro a assinar a Declaração de Independência em 1776. Sua assinatura não foi apenas a primeira, mas é a maior e mais visível no importante documento.

O mesmo acontece aqui na América. Meus amigos sempre perguntam quais as expressões populares que usamos no Brasil, aquelas que caem na boca do povo e são faladas no cotidiano. Alguns deles, fãs de esporte como eu, incorporaram o “fulanão da massa” que usamos no Brasil quando nos referimos a atletas que em algum momento mágico de uma partida fizeram a diferença no jogo. Confesso que é impagável ver meus amigos norte-americanos dizendo “Lebronzão da massa”, enaltecendo as incríveis jogadas de LeBron James, astro da NBA, ou quando se referem a Tom Brady, marido de Gisele Bündchen para os brasileiros, mas lenda e ídolo do futebol norte-americano para os ianques, como “Tomzão da massa”.

E, nessa troca quase diária de experiências, minha vida fica complicada quando me pedem para explicar aspectos da política brasileira. Quando o assunto é o STF então… forget about it.

É complexo tentar explicar o que se passa no STF a um cidadão norte-americano

Nesta semana, depois de TENTAR explicar mais uma vez o inquérito das fake news e Alexandre de Moraes a amigos, um deles me perguntou se todos os ministros da mais alta corte do Brasil eram tiranetes como ele. Eu disse que não, nem todos. Alguns adoram legislar, outros adoram editar e há os que preferem soltar bandidos e investigados com lama até o pescoço. Me perguntaram então quem era esse ministro da Suprema Corte brasileira, e eu, usando uma boa e velha expressão norte-americana que quer dizer “bem, vamos lá…”, disse: hold my beer.

Comecei pela mais recente estripulia dele. Comentei que o ministro Gilmar Mendes tinha decretado a soltura do secretário de Transportes de São Paulo, Alexandre Baldy, preso por suspeita de fraudes em contratos da área de saúde e de receber pelo menos R$ 1,4 milhão em propina.

Aí fiz um parêntese e contei que a Justiça havia condenado a União a pagar R$ 59 mil por ofensas do ministro ao coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Paraná, Deltan Dallagnol. Não bastassem as caras de espanto como se estivessem montando um quebra-cabeça mental sobre um ministro zombando e ofendendo um homem da lei, parte da operação (e que meus amigos conhecem muito bem!) que deu um banho de justiça no Brasil, alguém na mesa indagou: “But wait… Mas ‘a Justiça condena a União a pagar’ não quer dizer que vocês contribuintes vão pagar essa conta?!”. Yep, eu respondi.

Curiosos e apaixonados pelo Brasil, essa foi a faísca para alguém puxar o telefone enquanto conversávamos e fuçar o Google. Não demorou para o dono do aparelho, curiosamente um bisneto de um tenente que lutou na 2ª Guerra Mundial contra os nazistas, indagar com os olhos fitados na tela do celular: “Ele o quê? Ele disse que o Exército brasileiro se associou a um genocídio?”, referindo-se às declarações de Gilmar Mendes sobre a atuação de militares no Ministério da Saúde durante a pandemia.

Pronto, o papo na mesa agora era o excelentíssimo ministro da Corte mais alta da nação brasileira e suas mais baixas ações. E, como nossos magnânimos tiranetes ainda não conseguiram amordaçar o Google, a pesquisa não demorou a mostrar a pesada realidade jurídica brasileira. Ali, diante de nós em números e palavras, o festival de hipocrisia e o verdadeiro genocídio contra o progresso e a ordem.

Are you ready?

Um incrível apetite para soltar ricos acusados de participar de esquemas de corrupção

Gilmar Mendes mandou soltar Marcos Valério, nome-chave do Mensalão e acusado de facilitar a fabricação de inquérito falso na Operação Avalanche, preso por suspeita de ter intermediado uma negociação para corromper policiais federais e favorecer uma cervejaria.

Gilmar Mendes mandou soltar o médico estuprador Roger Abdelmassih.

Gilmar Mendes mandou soltar Sérgio Côrtes, ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro na gestão de Sérgio Cabral, acusado de fraudes milionárias em licitações para fornecimento de próteses para o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia e para a Secretaria de Saúde do Estado.

Gilmar Mendes mandou soltar Eike Batista, ignorando o fato de que sua mulher trabalhava no escritório que defendia os interesses do empresário. Eike foi preso na Operação Eficiência, desdobramento da Lava Jato no Rio, acusado de repassar US$ 16,5 milhões em propina ao ex-governador Sérgio Cabral por meio de contratos fraudulentos com o escritório de advocacia da mulher de Cabral, Adriana Ancelmo.

Gilmar Mendes mandou soltar Adriana Ancelmo, condenada a 18 anos de prisão por associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Gilmar Mendes mandou soltar — três vezes — o empresário Jacob Barata Filho. O Rei do Ônibus, como é conhecido, foi preso na Operação Cadeia Velha, que expôs um esquema de propina entre empresas de ônibus e políticos do Rio de Janeiro em uma teia que envolvia também o ex-governador Sérgio Cabral.

Gilmar Mendes mandou soltar Hudson Braga, ex-secretário de Obras do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, preso na Operação Calicute, braço da Lava Jato no Rio, que investigou o desvio de recursos públicos federais em obras realizadas pelo governo de Cabral.

Gilmar Mendes mandou soltar José Riva, conhecido como o “maior ficha-suja do país”. Riva responde a mais de cem ações na Justiça por corrupção e improbidade. É acusado de participar de um esquema de licitações fraudulentas que desviou R$ 60 milhões. Foi preso na Operação Ararath, que apurava crimes contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro. Ele tinha como advogado Rodrigo Mudrovitsch. Por incrível coincidência, Mudrovitsch foi advogado do ministro Gilmar Mendes em alguns processos e é professor no Instituto Brasiliense de Direito Público, ligado a Gilmar.

Gilmar Mendes mandou soltar o ex-governador do Rio Anthony Garotinho, preso na Operação Chequinho, que apurou crimes de corrupção, organização criminosa e fraudes na prestação de contas eleitorais.

A excelentíssima caneta que tudo faz para libertar bandidos de colarinho branco

Not done yet.

Em 2008, com dois habeas corpus em 48 horas, Gilmar Mendes tirou da cadeia o banqueiro Daniel Dantas, acusado de envolvimento nos crimes investigados pela Operação Satiagraha — anulada pelo STJ em 2011 e que já mostrava alguns caminhos que a Lava Jato vem desvendando. Naquela mesma semana, em 2008, o ministro concedeu habeas corpus em favor do ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta, do investidor Naji Nahas e de outras oito pessoas também presas durante a finada operação que poderia ter sido o início da Lava Jato. Além de gestão fraudulenta e uso de informações privilegiadas, o grupo solto por Gilmar respondia por formação de quadrilha, evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

Até meados de 2018, Gilmar Mendes já havia libertado quase 40 presos da Operação Lava Jato. Presos e investigados por crimes graves que envolviam quantias estratosféricas de dinheiro.

Entre um café e outro, meus amigos ianques liam, estupefatos, o que nos deixa inquietos e atônitos no Brasil. Bem ali, diante da tela de celular de todos, as manobras toscas de quem deveria zelar pela ordem jurídica no país. Descobriram que o ministro que defendeu o uso de mensagens hackeadas contra a Lava Jato e Sergio Moro não apenas defendeu a soltura do presidente-bandido do Brasil, Lula, mas votou contra a prisão em segunda instância, concedendo liberdade a milhares de criminosos e ao bandido imaculado e ilibado de estimação da Corte.

Pedimos a conta de nossos muitos cafés e, na despedida, um amigo não poderia ter sido mais feliz no retrato do ministro: “Excelência, ministro… nada disso. Gilmar Mendes é o Gilmarzão da massa com a John Hancock que adora soltar bandido”. Touchdown.

Leia também a reportagem “A operação que mostrou que todos são iguais perante a lei”

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

56 Comentários

  1. É. Depois de ler este belíssimo artigo tenho que infelizmente concordar com o General Charles de Gaulle. O Brasil não é um Pais sério.

    Responder
    • Adorei o texto !
      Tentar esclarecer o que acontece aqui , desfazendo a falsa imagem que os criminosos de esquerda fazem há tempos, é algo que merece nosso aplauso Ana
      Parabéns!!

      Responder
      • Parabéns Ana. Muito bom.queria estar neste café que devia estar muito bom e para ver as expressões dos gringos. Abs

        Responder
    • De Gaulle nunca disse isso. É lenda.

      Responder
      • Se, não disse pensou!!!!

        Responder
  2. Doutrina laxativa do mestre sapão.

    Responder
    • Tudo verdade Ana. Os fatos estão aí para comprovar o que escreveste. A manifestação pública do togado Barroso contra GM anos atrás deve ser um retrato do sujeito e é ele que diz isso em alto e bom tom.
      E pior, querem calar e amordaçar o povo brasileiro. Não se pode mais criticar um ente público muito bem pago com o suor do nosso trabalho? A quem podemos recorrer, quem luta pelo povo brasileiro? Os senadores? O presidente?
      Pode esquecer. O poder embevece a alma dos maus e reaviva a tirania e a perseguição.
      Triste! Os brasileiros têm que sair às ruas quando isto for possível e protestar. Eles querem calar a boca do povo a qualquer custo. Pela imprensa livre e pela liberdade de expressão dos cidadãos comuns e corajosos do povo brasileiro!
      Estejamos juntos e unidos, dentro da ordem e dO progresso!

      Responder
      • Simples assim.. parabéns

        Responder
    • Matérias como estas teriam que ser compartilhadas para toda a população. Pensem nisso.

      Responder
      • Prezado Francisco, ante tudo que nos foi lembrado – com muita dor e pesar – por nossa heroina (agora do jornalismo), sinto-me PROFUNDAMENTE DECEPCIONADO com algumas de suas indagações e comentários, entre os quais :
        “A quem podemos recorrer, quem luta pelo povo brasileiro? Os senadores? O presidente?”
        “Pode esquecer. O poder embevece a alma dos maus e reaviva a tirania e a perseguição.
        Triste! Os brasileiros têm que sair às ruas quando isto for possível e protestar. ”

        1) VC. ACREDITA MESMO QUE MAIS DE 210 MILHÕES DE PESSOAS PRECISAM DE SENADORES E UM PRESIDENTE PARA DEFENDEREM-SE ? e
        2) E, PIOR, OS BRASILEIROS TEM QUE PROTESTAR, QUANDO ISSO FOR POSSÍVEL ?

        a) MAS QUE TIPO DE COVARDES SOMOS TODOS NÓS ?
        b) QUAL POVO DE RESPEITO NO MUNDO – FOI SUFICIENTEMENTE ESTÚPIDO – E “ESPEROU COVARDEMENTE” SER DEFENDIDO POR POLÍTICOS CORRUPTOS, DOS CRIMES COMETIDOS POR ESSES PRÓPRIOS POLÍTICOS ?
        c) COM ESSE TIPO DE POSTURA COVARDE JAMAIS MERECEREMOS UM “PORVIR” DIFERENTE. A ESCRAVIDÃO SERÁ MERITÓRIA. AINDA MAIS, DIVULGANDO ESSE PÉSSIMO EXEMPLO DE POSTURA ou “REAÇÃO”.
        d) APENAS ME OCORRE UMA INDAGAÇÃO: Por que deixar para protestar quando for possível ? É medo do covid-19 ? Vc. prefere viver sob o jugo de Gilmar Mendes, Alexandre de Morais, Toffoli, Barroso, Levandowski e o resto da CANALHA ? E acha que vai sobrar algo de vc. para o virus ?
        É DESTA SUPREMA COVARDIA que estou a falar. TÃO SUPREMA QUANTO A CORTE DE JUSTIÇA QUE ESSES 11 VAGABUNDOS INTEGRAM E DOMINAM MAIS DE 210 MILHÕES DE CRETINOS, COMO NÓS.

        Responder
        • Brasil covarde!!!

          Responder
        • Assino em baixo.

          Responder
      • Belíssimo texto como de costume! Tentar Explicar o Brasil é pra poucos!

        Responder
    • Não há país que aguente.

      Responder
  3. Terminei de ler tendo que segurar a vontade de chorar… sério! Dá uma tristeza, um aperto no coração e uma espécie de vergonha em saber que há representantes tão rastejantes da raça humana, andando por aí, impunes.

    Responder
    • Debora, termino com a mesma sensação que você.

      Responder
    • Exatamente, o verdadeiro culpado da roubalheira instalada.

      Responder
  4. Debora, termino com a mesma sensação que você.

    Responder
  5. Às vezes me pergunto: até quando teremos esse tipo aí no comando da injustiça brasileira? A foto da reportagem seria perfeita se mostrasse o sem-vergonha com a capa preta oficial. Um estrume com traços humanos. Deve cheirar a enxofre.

    Responder
    • Acachapante,Inacreditável mas verdadeiro,
      Nauseante mas meio divertido:o que dá pra rir dá pra chorar…..
      Ana Paula como sempre cirúrgica “dentro do possível”.

      Responder
    • Parabéns Ana Paula ! Nem tenho como expressar minha gratidão por tantos fatos comprovados contra tal ministro. Quando leio os jornais , no Brasil , tenho a impressão de que estou assistindo o filme errado. Assusta ver grande parte da mídia não abordando estes fatos inaceitáveis.

      Responder
  6. Sentimento de frustração e impotência… â quem recorrer?

    Responder
  7. So faltou narrar as inumeras falas do “bocao”: criticando os procuradores da lava Jato (“tem mais marketeiros que juizes…”), criticas ao presidente da republica, live com MST, et.
    Parece mais um comentarista politico e de fofocas (no que tem muitos seguidores noSTF)

    Responder
  8. Insisto. Porque até a nossa Ana Paula, agora jornalista de 1a., tergiverseia no q realmente importa, q é a PRESTAÇÃO DE CONTAS c o CONGRESSO em quem votamos, p PRISÃO em SEGUNDA instância e fim do foro privilegiado? Pq falar em Alibabá se 40 ou 80 ladrões estão soltos? Ñ nos importa esses time c esse tipo de 11 atletas! Ñ votamos em MORO ou nesses impatrioticos “jogadores”. Qtos já nos impuseram derrotas de 0 X 7? Em 2013 nas RUAS afastamos o EXECUTIVO do CONLUIO iniciado c FHC, entre os 3 poderes Só depende de nós. E de 1 imprensa independente, p afastar esses 2 poderes, q ñ demonstram em seus atos compromisso c a constituição. Separar o joio do trigo: ESTE é o PLANO.

    Responder
    • E você acha que com essa legislação QUE ELES MESMO FAZEM PARA SI PRÓPRIOS, a gente consegue mudar no voto o congresso? Mas nunca. Pode esquecer. O Brasil tem donos. São os DONOS DOS PARTIDOS. Eles que comandam e dizem quem vai pra urna, quem vai ganhar dinheiro e quem eles vão deixar de lado. Só tivemos essa chance de eleger Bolsonaro e mais alguns que se aproveitaram dessa leva, porque os DONOS foram pegos de surpresa. Agora eles já estão dando um jeitinho nisso. Pode crer! Será difícil elegermos novamente alguém de fora do padrão DELES. Vejam o que aconteceu com o MBL. Já estão cercando todos. Um ou outro sempre correrá por fora. Mas com o estrondo de 2018? Eu não consigo acreditar que consigamos isso novamente, tão cedo. Tomara MESMO que eu esteja enganada neste meu pensamento. Mas com voto obrigatório e coeficiente eleitoral? Sem primárias e sem voto distrital e facultativo… Acho difícil sacar esses cobras criadas do congresso. E eles conseguiram dar uma rasteira no Bolsonaro. Ele se viu obrigado a ceder. Talvez para avançar depois, mas eles dobraram o cara (por enquanto). Se não ele não conseguiria fazer mais nada. Eles não deixavam nada passar. E vão continuar pressionando para mais, até conseguir passar a mão em uma fatia maior do orçamento dos ministérios para os seus. Quem viver verá!

      Responder
  9. Esse sujeito é o mais pernicioso (Não é o unico) espécime da fauna que habita nosso judiciário. O cara é tão cretino, que vive em Lisboa… olha o tamanho da cara de pau do boca de sapo… infelizmente, não vejo luz nesse túnel terrivelmente escuro…

    Responder
  10. Congrats, Ana.
    Fosse o Brasil um país sério, um canalha como o Gilmar Mendes já estaria atrás das grades e fazendo companhia a todos a quem ele soltou.

    Responder
  11. Ele faz tudo isso porque tem brecha na lei, num país minimamente sério não aconteceria. Quem pode parar os mandatários do Brasil?

    Responder
  12. Perfeito Ana Paula, retrato do nosso pais!

    Responder
  13. E os outros ministros (inclusive o Barroso que vivia às turras com o Gilmar – vide gravações dele com Aécio Neves e com Sinval Barbosa), quietinhos, quietinhos. Senado, para quê??? Nas próximas eleições, todos esses “legisladores” devem ser varridos do mapa, para que venham outros e escorracem todos esses morcegos togados e odientos. E, no STF, somente juízes de carreira.

    Responder
  14. Como esse sujeito faz tudo isso e ninguém o tira de lá? O esquema é poderoso, foram anos e anos de articulações criminosas. Esse sujeito perdeu totalmente a vergonha. Agora beneficiou mais um o Queiroz e sua Esposa assim ele fica bem com todo mundo, e ninguém tem interesse em tirá-lo de lá. Simples assim

    Responder
  15. Ana Paula dá um banho de lucidez na sua geração de atletas, quase todos calados nos guetos da ignorância ou da conveniência. Além de nos premiar com brilho das cores brasileiras nas conquistas do vôlei feminino, nos ilumina com a simples e certeira ponta de uma caneta. É um prazer profundo ler brasileiras como você. Parabéns!

    Responder
  16. Depois que o Joaquinzão disse em plenário que o Gilmar Mendes sabia administrar seus capangas no Mato Grosso, pra mim ficou tudo claro. Também tenho amigos aí nos EUA. Todos eles acham que o Gilmar Mendes é viciado em alguma droga alucinógena, ou é realmente da máfia.

    Responder
  17. Sapo laxante

    Responder
  18. Ama, esperasse um dia a publicação e poderia terminar com a cereja do bolo: Gilmar mandou soltar o Queiroz!!!

    Responder
  19. Prezadíssima Ana Paula, não canso de lhe parabenizar. Entretanto, sinto-me compelido a sugerir-lhe a usar a credibilidade e a força de sua “voz escrita” para ANIMAR as pessoa a questionarem sua passividade – uma quase tetraplegia – que explica o TAMANHO COLOSSAL dessa OPRESSÃO DE 11 canalhas sobre 210 milhões de pessoas pacíficas quase “CORDEIROS LITERAIS”. Poderia ser útil lembrar-lhes que os “silêncio dos covardes” é a principal causa – senão a mais poderosa inspiração – para as mais terríveis barbáries, não raro transmitidas aos seus herdeiros, estes sim inocentes vítimas, jamais, sequer avisadas do perigo, pelos que deviam protegê-las. Tenho 76 anos de idade , dois cânceres e algumas mazelas, mas não gostaria de descer à cova como um covarde que jamais pensou em proteger seus filhos e netos. AS PESSOAS – APENAS – DESEJAM UMA NAÇÃO DECENTE. Mas se recusam a entender que NAÇÃO é a SOMA de PAÍS + POVO. Enquanto isso não for entendido, nunca seremos nem mesmo um PAÍS. Nunca passaremos de uma COLÔNIA a ser conquistada e explorada.

    Responder
  20. Brilhante ANA, até quando temos que engolir e digerir as atitudes desse ministro que trabalha 24 horas por dia contra a constituição e contra o pais.

    Responder
  21. Ana Paula, tenho lido teus excelentes artigos com ricos comentários sobre nossas autoridades do Supremo Poder acima dos demais Poderes da República. Tem a força de um poder autoritário, e extremamente dividido na interpretação da Constituição que deveria ser a ÚNICA atribuição para esses notáveis no saber jurídico, que se acham SUPERIORES aos demais brasileiros, desrespeitando com frequência a harmonia e independência entre os poderes.
    Portanto muitas vezes temos visto o STF legislando e executando. Vitimizando-se, investigam , processam e julgam cidadãos brasileiros sem ate dizer o motivo. Julgam-se tão sábios na aplicação da justiça, que mandam o Executivo dar água potável aos povos indígenas, em clara guerra contra o governo, sem saber sequer que mais de 30% da população brasileira não tem água potável e mais de 50% não tem esgoto. E pasmem, próximo até das zonas urbanas. Ofendem gravemente o chefe do Poder Executivo e não podem ser processados.
    Com certeza você sabe de quem eu estou falando, portanto gostaria que você pudesse nos proporcionar além do Gilmar, -que para mim até tem um troféu, pois permitiu-nos o impeachment da Dilma, suspendendo a nomeação de Lula como ministro da Casa Civil- o curriculum de outros ministros que parecem sacerdotais e sérios combatentes da corrupção. Só parecem, apresente seus passados e outras decisões e defesas no tribunal. Importante lembrar também que por 8 x 2, tornaram o voto impresso inconstitucional com a falsa premissa de violação do sigilo do voto. Ora, o voto impresso é blindado e não manuseado pelo eleitor, mas permite auditoria do próprio eleitor que visualiza duplamente seu voto, e é a unica forma de AUDITAR por amostragem uma urna eletrônica. Interpretam que as urnas eletrônicas já foram amplamente auditadas. Curiosamente, os dois votos que não julgaram inconstitucional foram de Gilmar e Toffoli, pois talvez conheçam o que é AUDITAR. Creio muito importante esse mecanismo para as acirradas eleições para presidente em 2022. Qualquer dos concorrentes em apurações muito competitivas, poderia pedir a contagem geral dos votos impressos nesses casos. Só isso. Peço a Ana que aprecie como votaram os 8 ministros do STF.

    Responder
  22. O caminho pra tirar maus ministros do STF existe, mas é difícil (pedir seu impeachment via Senado). Claro que sem pressão popular os senadores nada farão pra isso, pois estão com o rabo preso com o STF… Ao invés de pedir o “fechamento do STF” (que facilmente será acusado de ato anti-democrático), o povo têm de pedir o afastamento dos maus ministros… justamente pra defender um STF limpo e respeitável

    Responder
  23. Gilmar Mendes é um Ministro Garantista. Não permitiu que tornassem a prender injustamente o Fabrício Queiroz & esposa.
    Gilmar Mendes, como se vê é ponta firme tanto com a esquerda como também com a direita. Valeu, Ministro!

    Responder
  24. rs rs rs rs…

    Responder
  25. Gilmar Mendes: uma unanimidade, mas ninguém faz nada. Estranho país esse Brasil…

    Responder
  26. E como explicar que um ministro recebeu dinheiro publico para a sua “escola”…
    Esse sujeito é um lixo humano, mas a sua toxicidade é tão grande, que merece ser enterrado(quando morrer, para não haver perseguição do AM) em um barril a prova de vazamento…

    Responder
  27. Vamos dormir com mais estas…. mais estas… como se fossem poucas! Brasil, até quando terás medo de tuas prerrogativas dispostas no Art. 1° da CF??

    Responder
  28. Somos todos culpados, povo sem sangue……..acomodados, incultos, deixamos acontecer…….

    Responder
  29. É mesmo muito difícil que alguém de fora, com um mínimo de bom senso, consiga entender o que acontece no nosso país. Até para nós, certas decisões do STF são indecifráveis, porém uma coisa é certa: os motivos são inconfessáveis e não republicanos, para usar adjetivos publicáveis. #STFVergonhaNacional

    Responder
  30. Vcs viram-se felicidade deste sujeito ao conversar com o assassino de várias pessoas?
    Esse assassino junto com a Dilma e a Gleise eram capachos do Chaves.
    Um Ministro do STF maior soltador de bandidos de lá chorando de felicidade por falar em público com o assassino. Na minha opinião esses dois deveriam apodrecer na

    Responder
  31. Parabéns! Longe dos olhos, mas sem perder a memória. rsrsrs

    Responder
  32. Teria que ir aos autos para ter uma ideia precisa dos fatos. Mas tudo indica que a justiça brasileira trata bem os ricos, mas não os pobres.

    Responder
  33. É impressionante a benevolência desse ministro para com os criminosos ricos, chega dar a impressão de que há uma associação em andamento desde quanto ele passou a integrar a atual composição da nossa tão envergonhada Suprema Corte.

    Responder
  34. Ana… Muito bom.
    Acho que nessa conversa sua com seus amigos poderia caber muito bem a letra da música do Cee Lo Green (com o trocadilho) Fo…you
    Porque é quase essa a relação do brasileiro com o Brasil e tudo o que está hoje PODENDO ser visto. Amor e ódio.
    Não sei se há vinte anos acontecia tanto e dessa forma. Mas era mais escondido. Não ficávamos sabendo de tudo – só o que a imprensa queria. Hoje, com a tecnologia que temos nada fica por debaixo dos panos – não é a toa que eles querem frear e poder apagar o que não lhes agrada. Só não sei até quando aguentaremos amar o Brasil assim ou forget it

    Responder
  35. Uma síntese do lixo gilmar. Parabéns, Ana!

    Responder
  36. Brilhante artigo Ana!!!! Enquanto lia o artigo ia me entristecendo e me perguntando até quando EU e todos os brasileiros de bem iremos aguentar esses incontáveis crimes cometidos por esses senhores que se acham os donos do mundo??

    Responder
  37. Excelente, Ana!!

    Responder
  38. Parabéns Ana, acabei de assistir esta sua explanação no “Pingos nos is”.(Aliás sou fã de carteirinha).
    Também moro fora(aliás creio que estamos pertinho), e acredito em um Brasil melhor, um Brasil que sonho um dia regressar para com a graça de Deus finalizar meus dias.
    Sou fã dos Pingos e gosto muito guando vc participa, aliás, poderiam ser sempre os quatro, Augusto, Zé, Fiúza e Vc.
    Excelente trabalho!!!
    Grande Abraço.

    Responder
  39. obrigado ana,
    na verdade se eram 40, na verdade são 51 somando os 11 que tem as chaves para liberar.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OESTE NOTÍCIAS

R$ 19,90 por mês