Guedes é alvo de críticas no Congresso por fatiar reforma tributária

Edição da semana

Em Em 5 ago 2020, 16:01

Guedes é alvo de críticas no Congresso por fatiar reforma tributária

5 ago 2020, 16:01

Durante sessão da comissão mista da reforma tributária, Guedes prometeu entregar o restante da proposta nos próximos dias

Paulo Guedes, pis/cofins, extinção de impostos, ibs, pec 45, reforma tributária, senado

Ministro da Economia participou de sessão do Congresso | Foto: Isac Nóbrega/PR

O Congresso reagiu contrariamente à proposta do ministro da Economia, Paulo Guedes, em dividir a reforma tributária em três partes. O fatiamento foi o principal ponto das críticas dos senadores e deputados durante sessão da comissão mista que analisa a proposta com o chefe da pasta nesta quarta-feira, 5.

“Nunca li um livro onde o autor vai entregando os capítulos aos poucos”, disse o senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR). Ele afirmou que a primeira parte da proposta não é capaz mostrar o que o governo realmente quer.

“Eu não consigo saber o que pensa o governo. São tantas apreensões sobre o que vem depois… O senhor precisa colocar todas as cartas na mesa. Ia ajudar muito”, defendeu o parlamentar.

Ademais, a presidente da Comissão de Constituição e Justiça, senadora Simone Tebet (MDB-MS), também questionou ministro sobre o fatiamento. Além disso, afirmou que falta uma “espinha dorsal” para o texto que deve ser discutido no Congresso.

“Temos de bater na tecla o tempo todo de que não vai haver aumento de impostos. Se tiver que seja para os grandes, não para a classe média e os mais pobres. Nós precisamos evitar vetos, e não estou falando dos vetos do Executivo, estou me referindo aos vetos do povo brasileiro. Se a rua gritar contra a reforma tributária, fica muito difícil de avançar”, reforçou.

Além disso, a emedebista disse que o governo precisa deixar clara a reforma que quer. “Nós somos responsáveis pela arquitetura, mas a engenharia tem que vir do Executivo, que tem os números”, disse.

Estratégia

Contudo, Guedes fez “mea culpa” e prometeu enviar as demais propostas “nos próximos dias”. “Tivemos uma excelente reunião com o relator (deputado Aguinaldo Ribeiro-PP-PB) sobre os princípios das reformas. E decidimos começar pelo que nos une não pelo que nos desune”, afirmou.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 Comentários

  1. Nada agrada o congresso.

    Responder
  2. Se colocar todas as cartas na mesa, o congresso já nos fode de vez, agora, se colocarmos aos poucos, podemos aprovar um proposta decente e de acordo com o andar da carroagem.

    Responder
    • disse tudo!!!!!

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Um caso de amor com a tirania

Na França, é cada vez mais evidente o namoro com o autoritarismo sob o disfarce da racionalidade, da competência administrativa, do bem comum, da justiça social

A obsessão da imprensa por Donald Trump

Com o único propósito de ser anti-Trump, a mídia não saberá o que fazer se não puder culpar o bufão laranja por todo o mal que eventualmente venha a acontecer

O Guevara da Daslu

Faça como Doria. Pare diante do espelho, fale meia dúzia de clichês do humanismo de butique e note que você também tem um corpinho de centro-esquerda

A China e a fábula dos pardais

Enquanto o discurso ambientalista foca a Amazônia e as mudanças climáticas, a China segue com suas práticas predatórias e não assume responsabilidades

O gênio e o mito

Maradona não deveria ser uma referência moral para ninguém. Mas é um equívoco não homenageá-lo por seu futebol-arte

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

O que é o projeto BR do Mar?

O que é o projeto BR do Mar?

Texto tramita em regime de urgência na Câmara dos Deputados e pode ser votado a qualquer momento no plenário...
É o “mecanismo”

É o “mecanismo”

A 3ª maior doadora da campanha paulistana do PSOL é uma herdeira da empreiteira de obras públicas Andrade Gutierrez...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês