Guedes quer alterar marco regulatório do petróleo ainda em 2020 - Revista Oeste

Em 4 jul 2020, 15:30

Guedes quer alterar marco regulatório do petróleo ainda em 2020

4 jul 2020, 15:30

Novo marco regulatório do petróleo pode gerar pelo menos R$ 130 bilhões para a economia brasileira. Ideia é alterar regime de partilha para concessão

marco regulatório do petróleo

O ministro da Economia, Paulo Guedes, em evento com empresários no Palácio do Planalto | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A aprovação do novo marco regulatório do saneamento na semana passada deu uma injeção de ânimo na equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes. De fato, a equipe econômica já começa a trabalhar para uma outra mudança importante na economia: a alteração do marco regulatório do petróleo. Membros do Ministério da Economia acreditam que essa mudança pode ocorrer ainda em 2020.

Entrevista Exclusiva Salim Mattar: O difícil caminho da privatização

Tramita no Senado o PL 3.178 que “dispõe sobre a exploração e a produção de petróleo, de gás natural e de outros hidrocarbonetos fluidos, sob o regime de partilha de produção”. Em linhas gerais, a matéria acaba com o regime de partilha instituído ainda pelo PT. O projeto tem como relator o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Mas ainda está na Comissão de Assuntos de Infraestrutura da Casa. “O esforço para aprovação das matérias listadas tem a capacidade de proteger o Brasil da crise externa”, escreveu o ministro Paulo Guedes em documento encaminhado ao Senado.

Na sexta-feira última durante uma live, Paulo Guedes reforçou a necessidade de novas regras para o setor. “O marco regulatório do petróleo não é satisfatório, queremos mudar de partilha para a concessão”, afirmou o ministro. Especialistas no setor acreditam que a mudança, dessa forma, pode trazer pelo menos R$ 130 bilhões para a economia brasileira.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 Comentário

  1. Apenas para lembrar: a idade da pedra não acabou por falta de pedra. É forçoso concluir que a era do petróleo não passará por falta do óleo. A cobiça, a ganância e a corrupção tem que ser vencidas para que o país possa aproveitar essa riqueza enquanto ainda tem valor. Não temos muito tempo…

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias