Daniela Reinehr amanhece como governadora de Santa Catarina

Edição da semana

Em Em 24 out 2020, 09:50

‘Impeachment’: Santa Catarina amanhece com novo governo

24 out 2020, 09:50

Tribunal Especial decidiu afastar o governador Carlos Moisés

Daniela Reinehr - alesc - impeachment - santa catarina - carlos moisés

Daniela Reinehr, de vice a governadora em exercício de Santa Catarina | Foto: Divulgação

O Estado de Santa Catarina tem desde a madrugada deste sábado, 24, uma mulher à frente do Poder Executivo. Eleita vice-governadora no pleito de 2018, Daniela Reinehr (sem partido) assume a condição de governadora em exercício. Isso porque o titular até então, Carlos Moisés (PSL), foi afastado do cargo. Ele foi derrotado no Tribunal Especial de Julgamento do processo de impeachment.

Leia mais: “Quem é Cláudio Castro e como ele se tornou governador do RJ”

Denunciado na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc) por crime de responsabilidade devido ao fato de ter dado aumento a procuradores sem o aval do Legislativo, Moisés não contou com o apoio de nenhum dos cinco deputados estaduais que formaram o tribunal. Os cinco parlamentares votaram pela admissibilidade do processo de impeachment. Do lado dos desembargadores, quatro votaram a favor do governador, mas um foi desfavorável e deixou o placar em 6 a 4 contra o político. Dessa forma, o integrante do PSL está afastado provisoriamente do cargo público por 180 dias.

Daniela também poderia ser afastada do Executivo catarinense. Envolvida na mesma denúncia apresentada há meses na Alesc, ela, no entanto, acompanhou o tribunal decidir a seu favor. Com voto de minerva do presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC), Ricardo Roesler, o placar final foi de 6 a 5 pelo arquivamento do processo contra a vice-governadora — que, assim, ganha status de governadora em exercício.

tribunal especial do impeachment em santa catarina - carlos moisés - daniela reinehr

Foto: Divulgação/Alesc

Entusiasmo

Com o aval do Tribunal Especial de Julgamento, Daniela Reinehr demonstra entusiasmo para governar Santa Catarina, ao menos ao decorrer dos próximos seis meses. “Não pensei que a missão viesse dessa forma, mas me cabe agora abraçá-la e bem cumpri-la, cuidar bem do Estado. Vou dar meu melhor”, comentou ao final da sessão, informa o site da Alesc.

Ela ainda demonstrou interesse em reconstruir laços com os membros do Legislativo local. “Um dos principais desafios seja criar um canal eficiente de comunicação tanto com a Assembleia, quanto com os demais poderes, com toda a sociedade catarinense, buscando essa harmonia que tanto está faltando em nosso Estado”, complementou a governadora em exercício de Santa Catarina, que conta com apoio de aliados do presidente Jair Bolsonaro, como é o caso da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP).

Situação de Carlos Moisés

Devido aos trâmites legais do processo de impeachment, Daniela Reinehr assumirá (oficialmente) o governo a partir de terça-feira, 27. Afastado provisoriamente do cargo, Carlos Moisés enfrentará a etapa derradeira da ação que pode culminar na perda de mandato em definitivo. O tribunal especial irá, a partir de agora, analisar a denúncia. Se Moisés for considerado culpado, Daniela assumirá o Estado em definitivo.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O império dos sem-voto

Há cada vez mais pessoas que nunca receberam um único voto na vida, e não têm mandato nenhum, dizendo o que o cidadão deve ou não deve fazer

O mal de roupa nova

O Partido Democrata não esconde as intenções: quer mais coletivismo, menos autonomia dos Estados, maior controle exercido pelo Executivo central e intervenção na economia

A nova Torre de Babel

Ao contrário do mito bíblico, a torre atual está sendo edificada com base na confusão proposital das palavras por indivíduos desprovidos de inteligência e coragem

Segundo turno nupcial

“Ué, você tá torcendo pra mim?” / “Não sei. Estou indeciso”

A imprensa morre no escuro

A atividade que já foi chamada de “quarto poder” escorrega perigosamente para a irrelevância

O resgate de Tocqueville

O desprezo pelo cristianismo, tão comum em meios “progressistas”, representa um perigoso afastamento dos pilares norte-americanos

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês