-Publicidade-

Bolsonaro rechaça ideia de controle social da mídia

Presidente da República reforça que não irá interferir na atuação da imprensa
Bolsonaro não quer controle social da mídia
Bolsonaro não quer controle social da mídia | Foto: Canva

O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a emplacar no noticiário brasileiro um assunto ventilado durante o tempo em que o Partido dos Trabalhadores esteve à frente do Palácio do Palácio. Ao discursar em evento realizado na tarde desta quinta-feira, 4, em Florianópolis, o mandatário do país falou sobre controle social da imprensa — tema que na era petista ganhou o eufemismo de “democratização da mídia.”

Leia mais: “Tereza Cristina afirma que o Brasil é alvo de difamação”

Porém, diferentemente de lideranças petistas, Bolsonaro reforçou ser contrário a qualquer proposta que resulte em limitar o trabalho de jornalistas e empresas de comunicação — ou que os conteúdos tenham de passar pelo crivo de agentes do governo. “Da minha parte, vocês jamais ouvirão falar em controle social ou ‘democratização’ da mesma”, afirmou o presidente. “Essa ‘democratização’ entre aspas”, reforçou o chefe do Poder Executivo federal.

Apesar de rechaçar a ideia de criar mecanismos para controlar a imprensa brasileira, o presidente falou sobre o que pensa ser a missão do setor. “Vocês [jornalistas] são importantíssimos para nós. E o produto de vocês é a verdade”, afirmou, conforme exibiu ao vivo a emissora CNN Brasil.

Politização limitada

Ainda sobre o assunto imprensa, Jair Bolsonaro abordou a questão partidária. Sem mencionar nomes de profissionais ou veículos de comunicação, ele lamentou que isso possa ocorrer. “Quando qualquer setor da sociedade se politiza além dos partidos políticos, isso é um péssimo sinal para aquele país, para aquele Estado ou para aquele município.”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês