-Publicidade-

Rodrigo Maia prorroga MP do futebol

Medida Provisória que muda direitos de transmissão de eventos esportivos ganha mais tempo para ser analisada no Congresso Nacional
MP estava perto de perder validade, mas foi prorrogada pelo presidente da Câmara | Foto: CANVA
MP estava perto de perder validade, mas foi prorrogada pelo presidente da Câmara | Foto: CANVA | mp do futebol - rodrigo maia

Medida Provisória que muda direitos de transmissão de eventos esportivos ganha mais tempo para ser analisada no Congresso Nacional

mp do futebol - rodrigo maia
MP estava perto de perder validade, mas foi prorrogada pelo presidente da Câmara. O Grupo Globo é opositor da medida | Foto: CANVA

Na contramão das informações que circulavam nos bastidores do poder, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não deixou a Medida Provisória 984/2020 perder a validade. Pelo contrário. Conforme decidido na última sexta-feira, 14, e divulgado hoje, ele prorrogou o prazo para a proposta, conhecida como MP do futebol, ser analisada pelo Legislativo.

Leia mais: “O que a Globo tem a dizer sobre a acusação de que recebia dinheiro de doleiro?”

Dessa forma, a MP do futebol terá até outubro para seguir os trâmites no Congresso Nacional. Editada em junho pelo presidente Jair Bolsonaro, a medida muda ponto específico da lei que rege os direitos de transmissão de eventos esportivos no Brasil. Até então, um canal da TV aberta só poderia exibir um jogo de futebol, por exemplo, caso tivesse contratos ativos com os dois times em questão.

Com a MP, o clube mandante passou a ter domínio sobre tais direitos. Assim, o time da “casa” pode ter seu jogo exibido por determinada emissora mesmo que o rival não tenha comercializado suas transmissões ao mesmo veículo de comunicação.

Reclamação do Grupo Globo

Detentora dos direitos de transmissão de todos os 20 clubes que disputam a série A do Campeonato Brasileiro deste ano na TV aberta, de 12 na TV fechada e de 19 no pay per view, o Grupo Globo se opôs à medida provisória desde que ela foi editada. Nas últimas semanas, o conglomerado de mídia tem enfrentado batalhas judiciais para impedir que clubes e a Turner (que tem contrato com oito times na TV fechada) façam uso da MP.

Por ora, o Grupo Globo tem sido derrotado judicialmente. Único time do Brasileirão 2020 a não assinar com a empresa no pay per view, o Athletico Paranaense exibiu o confronto com o Goiás em sua própria plataforma, o Furacão Play. A Turner, por sua, tem se mostrado favorável à MP. Conforme noticiado por Oeste, o grupo tem ido aos tribunais contra a Globo. E, assim, poder fazer uso da MP do futebol.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

9 comentários

  1. Bateu o medo no botafogo ele viu que a coisa ia ficar geia ai empurou com sua barriga pra ver se as coisas esfriao e ainda mais com a delaçao contra a globo ele quer sair de sena e nao se complicar mais do que ja esta

    1. Se Maia for esperto mesmo, deveria aproveitar essa chance de melhorar um pouco sua imagem apoiando a aprovação dessa MP que muito ajudará a melhorar a qualidade do futebol nacional.

  2. O deficitário futebol brasileiro tem que sair da gestão da Globo e fazer a sua própria gestão. Espero que os mandatários, agora que vão ter de novo, a autonomia para suas decisões, façam bom uso delas, para o bem dos clubes e dos seus torcedores

  3. Ontem foi comentado que Maia Botafogo não teria paz com a torcida do Flamengo em sua casa.
    Logo logo caiu em si e aprovará até outubro !! Imagine a dita torcida às portas do seu luxuoso apartamento de São Conrado, diàriamente !!!

  4. Se o Maia quer selar sua aposentadoria da política é só boicotar esta MP, como fez com muitas outras. O DEM representou a direita por muito tempo, mas foi só entrar um governo de direita, que ele passou a fazer oposição. Não da para entender a falta de coerência. Caiu na conversinha do PSDB e se ferrou. Era um partido que poderia se tornar gigante nesta onda conservadora e esta perdendo o bonde. Impressionante como é mal conduzido.

  5. Mudança necessária. Segundo o atlético paranaense, apenas 23% do faturamento do “pague pra ver” ficam com os clubes. 77% vão pro bolso da globo, que subtraído as despesas com equipamentos e pessoal – que pertencem à própria globo – geram lucros fabulosos.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês